segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Todo juiz é escravo de sua própria pena



Sobre as incoerências do ser humano...


... Como se fosse possível livrar-se da própria consciência!


As pessoas não entendem quando Jesus diz que da forma como julgamos, seremos julgados... Ele não fala de um julgamento externo, mas interno... E ser juiz de si mesmo pode ser muito cruel, caso a inflexibilidade e o peso da pena seja maior do que a misericórdia.






Todo juiz é escravo de sua própria pena.

domingo, 15 de janeiro de 2017

Os gatilhos...



Há gatilhos que disparam verdadeiras e potentes metralhadoras dentro da gente...
Sim, eu estou falando de memórias e emoções, expectativas, vontades, remorços, arrependimentos e mudanças que não conseguimos, não podemos e não queremos prever.

Deixar o tempo administrar-se é uma sensata forma de gerir a vida - com todos os tiros da roleta russa engatilhados e disparados.

Mude-se!



Porque a vida é feita de mudanças:

De atitudes e pensamentos.
Interesses,
Endereços,
Sentimentos.


Muda o corte
Muda a cor.
Muda de marido!!!
Porque se não regar, não há muda que resista!!!!

Muda-se a vida
Muda-se de crenças e de religião,
Só não pode-se mudar a verdade: porque ela é imutável!

Muda-se o corpo
A roupa
O penteado
Os sapatos
A vida.

Porque vida que não se dispõe a mudar, é inconstante, demasiadamente trabalhosa e chata.

A vida passa pulsando seu tambor
E como diz a música:
"Atrás do trio elétrico, só não vai quem já morreu!"

Conhece-te a ti mesmo



Há mistérios que não nos pertencem,
Profundezas que vão além dos oceanos.

Há segredos guardados
E mapas escondidos
Em universos paralelos
Que jamais serão descobertos.


Há crimes não resolvidos
E nunca confessados
Espalhados pelo mundo.

Há uma infinidade de cores e sons ao longo da vida
Que a língua jamais poderá experimentar: em sua função tátil/palativa ou de comunicar.

Há vida além da vida que penso que vivo.

Há mistérios dentro de mim.
Crimes não resolvidos.
Segredos não descobertos.
Mistérios profundos e inalcançáveis.
Há muito o que se investigar.

E cada um
Que (redundantemente) :
Investigue-se a si.

Reflexão Teológica



Crer no Evangelho
É olhar pro ser humano-lixo,
Escória da sociedade,
E entender, compreender, aceitar, que também pra ele, vale o perdão do sangue derramado na cruz.


Difícil essa compreensão/aceitação para os cidadãos com princípios cristãos e caráter ético - filosófico - greco - romano.

Difícil igualar-se enquanto pecador... O ego orgulhoso, soberbo e perfeccionista não aceita isso de bom grado.

Só fica fácil aceitar o fato
Quando compreendedores de que é pela graça e pela misericórdia, e não por merecimento.

Porque justiça e misericórdia,
Digo e repito,
São conceitos antagônicos, paradoxos e linhas paralelas, que nunca se cruzam,
Portanto,
Jamais compreenderemos.

Por isso, crer no evangelho
É realmente loucura!
É aceitar que conceitos opostos se expliquem e se justifiquem um no outro tanto quanto em si mesmos sem perder a veracidade.

Pois no fim das contas,
Como já escrevi em outro dos meus textos:
O perdão está exposto em uma farta mesa de Pão (vivo). Sirva-se quem quiser!

Lembrar e não esquecer de quem...



Lembre-se sempre daqueles que na hora do aperto sabiam o caminho da sua casa, o número do seu telefone, as formas de se comunicar com você...

Lembre-se sempre destes, que, depois da tempestade, comemoram festas, fazem banquetes e nem se quer lembram que na hora do auê, foi você que socorreu.

Lembre-se sempre,
Que não participar do banquete destes, é crucial exposição do caráter de ambas as partes; Porque a gratidão inexistente no outro, não apaga a verdadeira história dos fatos, apenas evidencia o que está na alma (de ambos).


Fato 1:
Não importa receber reciprocidade, apenas seja o que você acha que deve ser.

Fato 2:
Procure não ser esse outro!

Fato 3:
Comemore os banquetes dos quais você foi esquecido. Nem todo mundo merece a honra da sua presença.

Fato 4:
A vida sempre seleciona o que é melhor pra gente, e, sem dúvidas, estar cercado de gente ingrata e interesseira, não é e nunca será o melhor pra vida de ninguém.

Filhos de ninguém?



Nunca trate filho dos outros como se fosse filho de ninguém...
"Ninguém quer, ninguém cuida, ninguém se importa, ninguém quer saber, ninguém liga, ninguém tá nem aí..."

O verdadeiro Pai,
O legítimo Criador,
Não gosta de ser ignorado.


Não se iluda,
Não é possível ludibriar a ciência do Eterno,
Nada foge das mãos do Onipotente,
Nem dos olhos do Onisciente.

Cuide ao tratar seu semelhante.
Lembre, nenhum ser é filho de um ninguém qualquer.

Existe um Pai
Que o indivíduo conheça ou não, existe,
Se importa, cuida, liga, ama, esquadrinha, sonda, se importa, quer saber, e a todo tempo está atento, porque não dorme, nem cochila, nem se distrai... Está presente e zelando pelos seus filhos - mesmo por aqueles que aparentemente, são só, uns filhos de ninguém.

Seres vivos x Seres não vivos



É triste perceber que o homem não distingue mais os vivos dos mortos.
Aponta um ser com 3 meses de células vivas, como sem vida.

Um ser que, segundo próprio site do governo, ao segundo mês, já tem um coração capaz de bater 150 vezes por minuto,
Um ser que já carrega toda uma carga genética única e particular dentro de si, cujo sistema nervoso já começa a se formar e tem o corpo em desenvolvimento... Encarar este ser como não tendo vida, é perder completamente o limiar entre seres vivos e não vivos.


Se o intuito é matar,
Mate!
Descriminalize-se o assassinato a sangue frio!
Não imponha idade, tempo, para poder matar sem culpa!

Se o que a mulher carrega dentro de si, capaz de aumentar o BHCG no exame de sangue, não tem vida, por favor, alguém me explique o que é!

Se não é um bebê nascendo, se formando, já existente e com vida, o que é?!?
Será que algum cientista, magistrado ou doutor, pode me dizer?!?

Na mente de alguns, sabemos que a única coisa que se reproduz é bosta.

Porém, no ventre de uma mulher,
Tenha ela princípios cristãos ou não,
Seja santa ou puta
Com apoio ou sem apoio,
Sendo planejado ou não,
Desejado ou não,
Seja a mulher casada, solteira ou bêbada de uma noite só,
O que se forma a partir da junção entre óvulo e esperma,
É e sempre será,
Desde sempre até eternamente,
Um ser vivo.
E interromper a existência deste ser vivo, é e sempre será, assassinato.

Lembrando que não nos vale julgar e muito menos condenar a quem quer que seja. Precisamos entender que há casos e casos, onde, em alguns, é a única opção... Mas não é dos casos sem jeito que estamos falando!

O que não podemos é encarar como normalidade um ato que fere a empatia e a noção de que o outro existe, tem vida própria e só terá um corpo para ostentar que "meu corpo, minhas regras", se compreendermos que o corpo desse pequeno outro, ainda em formação, é dele e não da mulher.
Estará com ela, mas não é dela.

Distinguir-se do outro: eis uma questão bem Freudiana
Que indica amadurecimento e saúde mental.
O contrário disso,
Gera o que estamos vendo aí...
Achar-se dono de tudo e de todos,
Chegando ao ponto de considerar que um ser
Com um coração batendo 150 vezes por minuto,
Não tem vida
E pode ser jogado fora.

Sinto muito.

Amar é verbo



Amar é verbo
Que expresso de modo verbal ou não
Indica ação.

Doença, verdade ou ilusão
Dançamos todos
No baile da confusão desvairada que o amor não resolvido, expresso ou compreendido pode causar.


Sem direito a pausas para descansos
Porque o ritmo do coração só pausa: na hora da morte.

Estações...



O verão é alegre e espalhafatoso.

O inverno é preguiçoso que dói!

A primavera é sensual,


E o outono... um fofoqueiro!!!!! Espalha folhas pra todos os lados!!

O Rei está voltando



De todas as mensagens, a que mais importa é a de que o Rei está voltando.

É tanto falar e tanta lição de moral e de bons costumes, que o principal tem ficado adormecido.

São muitas promessas terrenas para que haja ânsia por uma vida na eternidade.


O fato de que breve Jesus voltará tem sido irrelevante.

Nosso antropocentrismo tem nos feito esquecer daquilo que é o principal na nossa fé.

E o homem tem esquecido de viver em santidade - sem a qual, ninguém verá a Deus.

Antes, tem se perdido em meio a rezas vazias, picuinhas e corações cheios de soberba.

O sangue do cordeiro tem sido
Substituído pelo chocolate do coelho...

E isto ocorre porque esquecemos a nossa fé. (Digo nossa porque estamos todos no mesmo barquinho, onde a fé é superficial e a demagogia profunda).

A certeza de que o Rei está voltando deve provocar-nos alegria e uma saudável ansiedade.

Quando não há essa ansiedade, é porque esquecemos no que cremos - ou mesmo porque deixamos de crer (as vezes fingimos pra nós mesmos que cremos no que não cremos).

Mas, se um dia você esperou e acreditou e quis estar pronto para a volta do Rei, não se perca em meio a tanto blá blá blá, nem com os desvios na estrada da vida, basta se lembrar, que em breve Ele virá.

Essa simples lembrança
Fará diferente toda a sua caminhada.
Porque de tudo,
Somente esta certeza importa.

Volte a aguardar,
Porque sabemos:
Breve virá!

Esteja pronto!

sábado, 14 de janeiro de 2017

O pior espelho...



O pior espelho é aquele que melhor reflete o que não queremos ou não podemos ver

É aquele que desnuda a alma
E transfigura o personagem bonzinho
No verdadeiro monstro que habita nosso ser


É aquele que traz à tona o horror que, enquanto humanos, somos.

Somos isso
Seres que sem máscaras
Reduzidos ficam a menos que o pó.

Somos isso
Que quando verdadeiramente refletidos no espelho
Não queremos nos ver.

Somos isso
Que vestimos personagens
Para manter a capa de bonzinhos
E que fugimos incansavelmente da nossa verdadeira face
Porque não suportamos ver o que de fato somos.

Somos isso
Que quando não refletimos
Refletimos de qualquer forma.

Refletidos na alma
No espelho
Na metafísica
No universo paralelo
Na mente
Em nós mesmos.

Visíveis ou invisíveis
Reflexos e refletidos.

Sobre relacionamentos de modo geral:




Nos entenderíamos muito melhor se soubéssemos nos olhar nos olhos.

Nos perceberíamos muito melhor se conseguíssemos conversar olhando pro rosto uns dos outros.


Porém, tudo o que sabemos é,
Falar, falar, falar e fingir que ouvimos...
Ainda não aprendemos a ouvir com os olhos!

Complicado! Afinal, não conseguimos, de fato, fingir que não fomos ouvidos e ficar de boa - esse abandono cobra um preço muito alto por ter existido...

E é só

Viver dói.



A morte faz parte da vida.

As perdas são inerentes na existência de todo ser vivente.
Ruim é quando
Enquanto ser vivente
Perdemos outro ser vivente...


Ok que o tempo inteiro perdemos pequenas coisas: momentos, sorrisos, células e até ignóbeis oportunidades...

Ok que podem fazer alguma falta e causar alguma dor, mas não é ok quando o que se perde são esperanças, amigos, amores.

Não é ok quando o que se perde é uma parte da própria vida.

E é estranho pensar que essa perda de vida faça parte do ciclo da própria vida em si...

É muito estranho!! Muito mesmo.

Como pode, a morte, algo tão fúnebre, ser inerente a vida, conceito abstrato de plenitude do fôlego?!

Eu não sei lidar com isso.
Nunca fui boa em aceitar perdas.

Lembro que quando criança
Um dia me deparei com a palavra "vida"... E na inocência de criança, perguntei a alguém "o que é vida?".
Não lembro qual foi a resposta, a única certeza que tenho, é de que a mesma não me satisfez, porque eu continuei buscando por algo palpável. E não conseguia entender o significado da palavra, o conceito explícito...
Hoje, já adulta,
Entendo que a pergunta era difícil demais. De um jeito que nem mesmo os adultos conseguem definir.

Apenas quando nos deparamos com a morte, significamos a vida: um sopro ligeiro de antagonias e paradoxos profundos. Um jogo mortal. Um Tabuleiro de ganhos e perdas. Um emaranhado insolúvel de perguntas e respostas que nunca se encontram, e jamais se encontrarão.

Enquanto houver perdas: há vida.
Enquanto houver morte: há vida.
Afinal, o que é morto não dói, nem torna a viver, nem torna a morrer.
Já a vida... É o oposto disso...

Enquanto dói,
Deixe doer,
Deixe a vida,
Mesmo em sua pior forma,
Viver.

#Princesa

Descrédito



A gente acredita em coisa que nem sabe que existe.

Pensa que acredita em tanta coisa que na vida real não acredita nem um pouco.

Vivemos e morremos
Sem ao menos conhecer o que verdadeiramente cremos...


É triste e solitário
Viver cambaleando
Entre o crer e o não crer
Entre os sim's e os porquês.

É doloroso
Viver sem saber
Sem conhecer profundamente
A intensidade do próprio ser.

Em fuga,
Em crise,
Agonizando em tempo real,
Encerro a escrita
Lançando-me na busca do surreal.

Ainda sou aquela menina...



Eu ainda sou aquela menina sentada na janela
Com um caderno debruçado no colo
Escrevendo meus sonhos
Pegando do céu
Desenhando no papel...


Ainda sou aquela menina
Que dançava com os amigos
Pra fazer graça e a galera rir.

Ainda sou aquela menina
Que ia encapuzada, atrasada pra escola
Porque tinha passado a noite contando estrelas,
Ouvindo músicas
Sonhando que elas falavam de mim.

Ainda ouço os sons.
O reluzir azul das estrelas ainda brilham
Não só na minha antiga memória,
Mas também no meu dia a dia.

Os sonhos permanecem vivos
E eu,
Continuo sem precisar dormir para sonhá-los.

Só é preciso acordar para realizar.

Mas... Tudo bem...

Tenho todo o tempo do mundo!

Posso parar na janela
Olhar pro céu
Catar estrelas
Ouvir músicas
E desenhar no papel...

Ainda sou
Apenas uma menina.

Sol em noite enluarada



Sou sol em noite enluarada olhando por de trás dos montes o reflexo avesso do céu.

Sou pássaro voando alto
Olhando o mar por cima das nuvens.


Sou vida enraizada,
Forte e imaculada.

Sou solo profundo
Fincado de arbustos.

Sou sangue corrente.
De um rio, nascente.

Do leito ao mar
Deleito-me em amar
E fim.

Ponto Final



Então,
Você olha pra algo que tanto quis,
Se esforçou,
Lutou,
Se machucou,
E não conseguiu,
Não alcançou,
Não teve,
E percebe que nunca, jamais em toda a eternidade, poderá ter...
E decide, sem nem pensar:
Chega!
Cansei!
Não quero mais!!!


E mesmo cansado,
Mesmo validando todo esforço e transformando tudo em experiência,
A conclusão é:
Acabou
E ponto final.

Dia dos pais 2016

Não deu tempo de tirar foto,
Porque passamos o dia inteiro conversando...
Trocamos ideias,
Rimos dos nossos defeitos - e também dos defeitos dos outros!
Buscamos respostas para tentarmos nos melhorar;
Falamos dos nossos erros e acertos ao longo da vida,
Identificamos amigos verdadeiros presentes ou ausentes do nosso cotidiano atual,
Eu me balancei na rede enquanto ele molhava as plantas e minha mãe sentada na cadeira de balanço gritava:
"MOLHA MAIS! TÁ MOLHANDO POUCO!"
Amigos e parentes telefonaram para felicitar pela data,
Também telefonamos e falamos todos ao mesmo tempo no telefone, cada um contando uma história.
O sol,
A sombra,
As cores,
O perfume,
As palavras ditas e não ditas,
A história da minha vida se construindo dia a dia, cada dia mais um pouquinho...
Que linda história,
Penso eu,
Para guardar na memória,
Para contar aos amigos,
Para que até na eternidade,
Eu saiba, e me lembre, e sinta
O que é ter o amor de um pai.
Foi um excelente dia!!
Feliz dia dos Pais!!!