domingo, 10 de setembro de 2017

Uma pessoa de poucos amigos

Sempre fui de poucos amigos.
Pretendo continuar assim.

Não me nego a quem se aproxima,
Mas não me contento em ser objeto de descarte
Porque não uso ninguém como objeto,
Muito menos descarto quando "não interessa mais".


Essa frieza da atualidade me estarrece!!
Estarrece, aborrece, entristece...

É incrível que a sociopatia seja tão explicitamente visível e ignorada, tratada como algo normal, natural.
É incrível que o ser humano não se importe com nada além do próprio umbigo.
É absurdo que o homem consiga ser hipócrita de professar uma fé que não segue, não crê e não realiza.

Em gente morta, nada produz vida!

Cercar-se dos bons é o melhor que se pode fazer!
Valorizar quem tem valor,
Quem te escuta sem te julgar,
Quem te estende a mão mesmo quando foi você que se jogou do abismo,
Quem te ama e cuida apesar de todas as suas imperfeições...

Prefiro meus poucos e bons amigos.
Mantenho os antigos...
E quem é dos bons,
Pode chegar:
Que se junte a nós!!!

Lauraine Santos.


Você é aquela porta entre-aberta prestes a bater ou a escancarar-se de vez!
É aquela brecha na janela que não deixa o vento invadir a sala,
Mas também não o impede de entrar.
É aquela chuva que não molha,
Aquele sereno que não nutre,
Aquele bem que faz mal,
Aquele mal que até que faz bem.


É aquele mundo minúsculo perto do universo,
Que é gigante sendo o mundo de alguém...

(Continua no próximo capítulo)

VERDADE: ATO DE CORAGEM OU DE IDIOTIA?




Algumas crenças profundas precisam sempre ser questionadas!

Lembro de um período em que minha mãe trabalhava fora e quando chegava em casa perguntava se eu tinha almoçado. Eu já tinha idade para esquentar a comida e fazer meu prato, mas... a preguiça sempre era maior!! Então, a resposta era: “Não, não almocei.”


Um dia ela me avisou: “se você não almoçar amanhã, vai tomar uma coça!”

No dia seguinte, é claro que eu não almocei! Não estava com fome. Estava com preguiça!

E a rotina se repetiu.
Foi quando eu senti na pele o dilema entre mentir ou falar a verdade.
Ser “desobediente”, ok.
Agora... ser desobediente e mentirosa??
Hum... Nãnãnão!

Fiquei ali, entre a cruz e a espada
Entre a verdade seguida de uma coça
Ou a mentira inconsequente que me escravizaria para sempre por eu saber a verdade.

Contar a verdade, neste contexto, faria de mim corajosa ou idiota? Lembrando que a verdade era um “vale-coça”!

Ninguém precisa da mentira quando age corretamente, (não é regra, mas sabemos que poucas são as exceções).

Por misericórdia, não apanhei!
Afinal, quem fala a verdade não merece castigo. Esse foi o critério do dia. E foi decisivo para o resto da minha vida.

No dia seguinte eu almocei. Havia assumido um compromisso com a verdade, e a verdade é responsável com sua palavra, cumpre com suas obrigações.

Nunca mais tive medo de dizer a verdade.
Lógico que alguns inimigos surgem por causa disso.

Recentemente, numa situação chata, fiz uma pontuação direta e ouvi que: “VOCÊ ESTÁ QUERENDO DIZER O QUÊ?”.

Respondi com: “Não estou QUERENDO dizer nada. ESTOU DIZENDO!!!”

Deste dia em diante, passei a ser vista como “persona non grata” e as consequências vieram de modo não muito elegante. No entanto, em momento algum deixei de estar em paz comigo mesma.

Não confundamos liberdade com falta de educação. Muito menos com grosseria. Menos ainda com ter a língua solta!

Trata-se apenas de:

> Fez? Assuma.
> Falou? Assine embaixo.
> Errou? Admita.
> Acusou? Sustente.
> Ordenou? Carimbe!

Isto é permitir-se acertar, recomeçar, não ser refém ou escravo de nada nem de ninguém. Nem de si mesmo!!

Ato de coragem ou de idiotia, uma coisa é certa:
A VERDADE LIBERTA!

Lauraine Santos.

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Por que sumir?



Alguém (vestindo a falsa capa da santidade) me diz:

- Fulano reclama que vocês não se vêem...






O que eu penso:

“Gente, Fulano deve ter algum problema mental!! Reclama de quê? Que a gente não se vê? Cansa de passar na minha porta, na minha cidade e nunca fez questão de passar nem pra dizer apenas OI! Por várias vezes passei por inúmeras situações difíceis e o Fulano, mesmo ciente, NUNCA mandou nem mensagem perguntando se havia chances de eu sobreviver! Incontáveis vezes... Fulano sempre me procura quando precisa, e me esquece quando não precisa mais! Está reclamando de quê? Que não nos vemos? Oi? Que quer me ver? Não mesmo... Com certeza, reclamando da falta de audiência. E apenas disso.”







Eu não sou de muitas visitas. Confesso até que sou mesmo falha nessas questões, mas também não reclamo de ninguém não me visitar. Não reclamo de ninguém não me mandar mensagem (nem mesmo o Fulano)! Eu entendo que é natural que alguns afastamentos ocorram, e que às vezes, quem se distancia, é porque está num momento difícil e precisa que eu me aproxime; e que mesmo a distância física não permite determinados tipos de cobranças quando há amizade, proximidade de almas.







Neste caso, não há proximidade de almas, e muito menos amizade recíproca. Sou eu pro meu canto e o Fulano pro canto dele. Podemos simplesmente levar um relacionamento social, mas não há motivos para cobranças do tipo “por que você não vem na minha casa?”. A resposta é simples: “porque não temos afinidade, não temos interesse nem vontade de estarmos juntos!” E da minha parte, sendo bem sincera, não tenho confiança o suficiente para frequentar a sua casa, não tenho gosto, apreço na sua conversa. Da sua língua vejo (e ouço) tanto veneno escorrendo, que tenho medo!







Para o Alguém não bem intencionado que me trouxe a queixa inicial, respondo apenas:

- Essa semana eu tento resolver isso... Finalmente estarei de férias!







Assim, não levo a questão adiante e encerro o papo.

Sem cobranças.

Sem leva e traz.







Inteligência para cortar gente futriqueira (e hipócrita) é essencial!!



E ponto.

domingo, 9 de julho de 2017

Nascer...



Nascer dói.
Ao humano, que deixa o ventre o materno.
Ao pássaro, que se esforça quando quebra a casca do ovo.
À semente, que para brotar, tem que germinar.


Tal dor, porém, é para o bem:
Que se faça o milagre da vida!

E, então, quando nasce o bebê, pequeno indefeso,
Quando brota a flor, leve e delicada,
Tendemos a esquecer a força do pequeno ser...
Forte o suficiente para nascer!

Belo, delicado, de aparência frágil. Ainda assim, definindo bem o conceito prático do que é força.

É isso.
Seja forte.
Permita-se nascer TODOS os dias.

Lauraine Santos.

Junho/2016
O vazio dói.
E o que é a solidão
Se não um vazio existencial profundo e escuro?

Sobre a Lealdade



Lealdade não é algo que se pode ensinar,
Nem pedra bruta que se precise lapidar.
Lealdade é um valor nato no coração de quem sabe amar.

A lealdade é senhora de seus atos
Responsável por seus gestos
Firme em seus argumentos
Irrepreensível em seus caminhos e Indubitável em sua palavra!


Firme, certeira e confiável.
Porto seguro.
Feliz é quem a tem!!!

{[(Tanto sendo doador quanto sendo o receptor)]}.

Lauraine Santos.

sábado, 17 de junho de 2017

UM DESABAFO SOBRE O AMOR



UM DESABAFO SOBRE O AMOR

Durante muito tempo eu acreditei que o amor era semente que bastava semear para nascer, brotar, florescer...

Até que descobri que não é assim que funciona!

Hoje, penso que o amor é solo,

Que não importa a semente, pois ele, solo, por sua qualidade, decide se permite brotar ou não o que lhe jogam.

Debati-me por muito tempo para conseguir aceitar e entender isto.



Penso em alguns lugares que frequentei,

Pessoas as quais me dediquei: com meu tempo, minhas preces, meu afeto, meu zelo, preocupação, pensamentos, broncas, amor... Onde ofereci o melhor de mim, e, ao fim, quando foi minha vez de chorar, de ser abraçada, olhei em volta e me vi só, desamparada. Ao meu redor, tudo que havia era o vazio das vozes, dos sorrisos, dos ditos amigos e até intitulados irmãos...

Foi quando percebi que o amor tem um pouco de semente, porque é algo que a gente planta, mas que para germinar, a terra tem que ser compatível.

Descobri que embora possamos lançar as sementes, não podemos fazê-las germinar.
Ninguém consegue fazer o outro sentir amor: Amor é espelho de Deus, refleti-lo não é honra dada a qualquer mortal que o queira por vaidade, é DOM: ofertado por misericórdia.

Descobri-me só e percebi o quanto estava, antes, cercada por pessoas apáticas e egoístas. Não as condeno, são miseráveis.

Pessoas que antes, por interesses (mesquinhos e insignificantes) pessoais, postavam fotos com legendas de “TMJ”, “Amizade verdadeira” e “#OsMelhores”, no meu pior momento, me jogaram pedras e correram, me empurraram na lama e riram. Ignoraram a existência de um ser humano e me descartaram como se fosse lixo. O problema é que não era lixo. Não é lixo e nunca será.

É um ser pensante, que sobreviveu a apatia dos pseudo-cristãos contemporâneos e que se fortaleceu, inclusive na fé, experimentando, de modo amargo, a frieza muitos. Vivenciando na pele a possibilidade de ter o próprio amor resfriado pela iniquidade alheia - porque não saber amar é algo bem grave!

Hoje, conto nos dedos quantos dos “#Melhores” restaram. E não penso na quantidade com pesar, porque vejo que a qualidade compensa.

Descobri que o amor é solo, pois, por bem menos de dedicação minha, tenho encontrado quem me demonstre mais do que reciprocidade.

As vezes, ainda me sinto sozinha, mas sei que não estou, pois tenho visto Espelhos verdadeiros do Deus que professo.



Quanto aos que me deixaram pra trás, rogo a Deus misericórdia,
Para que enxerguem e se arrependam de terem, por suas próprias escolhas, ficado para trás;

Que, crentes que avançavam para o alvo, cegos pelo próprio umbigo e vaidade, retrocederam e ainda hoje, capengam rastejantes, idiotas e distantes da essência do evangelho: O AMOR.



Não tente ensinar o amor.

Nunca pense que semear o amor é suficiente.

Antes, lembre-se: o amor é DOM de Deus.



Presente caro! Que nem todo mundo pede, nem todo mundo ganha!

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Comemorando 30 anos


As vezes
A gente passa tanto tempo sendo sombra de si mesmo
Que nem se reconhece quando se vê no sol, na luz!!

Conhecer-se um pouquinho mais a cada dia. Sem pressa.
Pois,
Embora a morte seja um destino certo,
A vida é um percurso bastante interessante,
Que merece ser apreciado,
Vivido,
Reclamado,
Experimentado,
Amado,
Para só então,
Ser findado.

1/30


Viver é ser sacerdote incondicional da vida.

É cair incontáveis vezes e enumerar todo levante.

É driblar os contratempos
Encarar a própria face monstruosa que se oculta no espelho e na alma.


É despir-se sem pudor diante das angústias e medos profundos.

É assumir os erros e aprender com eles.

É crescer e amadurecer, sem apodrecer antes da hora, independentemente das circunstâncias.

É enxergar-se sem máscaras e não fugir!

É saber sofrer sem se perder,
Saber sorrir sem se ensoberbecer,
Saber amar sem exigir reciprocidade
E perdoar a si mesmo: diariamente!

Por todos os paradoxos internos pensados. Ou não pensados.

Lauraine Santos
1/30

#reflexão

Como eu seria se eu não me fosse?



E se eu fosse negra?
E se eu fosse índia?
Como eu seria, se eu não me fosse?
Ahhh...como eu seria se eu fosse homem?


Baixinho troncudo ou moreno esguio?
Jogador de futebol, crítico de cinema, ou traficante de drogas em qualquer esquina?

Enquanto mulher negra,
Usaria penteado rasta fari ou solto black power?

Enquanto índia,
Andaria nua com muitos apetrechos ou distinta pela cor da pele e pelo corrido dos cabelos?

Eu não sei quem eu seria se eu não me fosse.

Europeia cristã.
Oriental budista.
Indígena pagã.
Islâmica mulher bomba.
Pecadora judia.
Ah, se eu soubesse quem eu sou... entre tantas, eu não me perderia.

Dos lábios rúbios
Das bochechas coradas
Das tranças embutidas
Das mãos calejadas
Nos olhos molhados
Cuja menina espelha outra menina,
Nesses olhos, eu me veria.

Lauraine Santos

Filis e Amor - Bocage

Num denso bosque
pouco trilhado,
E a ternos crimes
Acomodado,


Por entre a rama
Fresca e sombria
Do tenro arbusto
Que me encobria,

Vi sem aljava
Jazer Cupido
Junto de Filis,
À Mãe fugido.

Entre nevadas
Mãos melindrosas
Tinha um fragrante
Festão de rosas.

A mais brilhante
Dele afastando
Dizia a Filis
Com riso brando:

"Mimosa Ninfa
Glória de Amor,
De-me um beijinho,
Por esta flor?"

"Sou criancinha,
Não tenhas pejo",
Sorriu-se Filis,
Dando-lhe um beijo.

Mas o travesso
Logo outro pede
À simples ninfa
Que lhos concede.

Que por matar-lhe
Doces desejos,
A cada instante
Repete os beijos.

Assim brincavam
Filis e Amor,
Eis que o menino
Sempre traidor

Co'a pequenina
Boca risonha
Lhe comunica
Sua Peçonha.

Descora Fílis,
E de repente
Solta um suspiro
D'Alma inocente.

Mal que o gemido
Férvido soa
O mau Cupido
Com ele voa.

"Ninguém, ó Ninfa
(Diz a adejar)
Brinca comigo
Sem suspirar."
Sonhei que Maquiavel, usando os fins para justificar os meios,
Convencia a Platão,
Que despejava em mim um balde com toda sua maiêutica,
A não se deixar levar pelo empirismo hermenêutico contemporâneo!
Oras, doce ilusão!
Quem sabe que nada sabe
Afoga-se em si!
Em baldes de experimentos
Ou com parteiras!
Seja no início, no meio ou no fim.

Sintony



Não é a roupa, é o corpo.
Não é a maquiagem, é o rosto.
Não é o penteado, é o cabelo.

Não é só o ritmo,
É a harmonia que também tem que estar em sintonia...

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Saber romper-se

Tomar distância de algumas pessoas, as vezes, é necessário.
Não por descaso, ódio ou indiferença,
Mas a favor da saúde mental.

Nem todos os amigos que a gente conheceu no passado
Continuam sendo as mesmas pessoas.
Algumas mudaram.
Pra melhor, pra pior...


E nem todas as mudanças se encaixam com as nossas próprias mudanças internas, ou seja, aquelas que ocorreram dentro de nós.

Há mudanças que ainda se encaixam,
Que aconteceram no mesmo ritmo, no mesmo sentido.
Há outras, que tornaram-se antagônicas e que não mais se casam, não mais podem conviver.
E não é nada fácil administrar isso, afinal,
Não se trata apenas de perder um amigo,
Mas também um pedaço de si.

E se por um lado, há perdas...
Por outro, há ganhos!

Saber afastar-se sem romper os laços é um bom sinal de amadurecimento.
Saber que novos amigos podem surgir
É alimentar a esperança.
Saber que a vida se transforma,
Gera a convicção de que
"Amanhã será um lindo dia, da mais louca alegria que se possa imaginar".

Perceber-se dentro de um contexto de mudanças
É conseguir olhar para si mesmo e ter a oportunidade de identificar, o que se quer - ou não - transformar.

Ter o outro como ponto de referência,
E não apenas existir a partir do outro.
Referência quanto ao que posso me igualar ou ao que devo me diferenciar, quanto ao que é amargo ou doce, falso ou verdadeiro...

E com alguns fins,
Novos começos!
Novas músicas,
Novas danças,
Novos conceitos,livros, sobrinhos, tias, tios, amigos, amores, piadas, gostos, filmes, opiniões...

Um novo amanhecer.
Um novo 'eu'.

E se ficou pra trás,
Abandonado por suas próprias transformações:
Um belo dia pra você.

Lauraine Santos


Maio de 2016

Aprendi sobre o aprender



Aprendi que não saber não pode ser motivo de estagnação. Pelo contrário.
Deve servir para estimular a busca pelo conhecimento.

Fixar conteúdo é diferente de estimular o pensamento crítico e interpretativo. Por isso, tanto para aprender quanto para ensinar conteúdos "imutáveis", apelo muito para questionários.


Já para o pensamento crítico, é necessário que o conteúdo "imutável, concreto" esteja bem mastigado, fixado na memória, pra que o aluno tenha condições de se contextualizar e de desenvolver um pensamento coerente, lógico.

Respeitar o modo de aprendizagem de cada um... Eis aí uma coisa que muito professor precisa aprender...

Lauraine Santos.

Mensagem para as mães...

As vezes, as mães dizem aos filhos para que aprendam a se proteger, e dão MIL instruções!!

"Não fale com estranhos!
Cuidado com as fotos em redes sociais!
É melhor você se afastar de determinadas companhias!
Tem que aprender a limpar seu quarto e banheiro, ou pode contrair uma doença!
Olhe para os dois lados antes de atravessar a rua! ..."


Entre outras instruções mais, algumas que parecem até bem loucas.

O lance é que os filhos observam não só as regras, mas os princípios que ditam as regras. E é aí que muita mãe perde a ponta da corda!

Por exemplo, toda ordem de segurança dada, perde o valor no dia que o filho se dá conta de que sua mãe, responsável pela sua vida, ainda que em sua companhia, frequentemente, atravessa a pista fora da passarela!

Aí a coisa complica. Não porque a regra foi negligenciada, mas porque o princípio da regra, segurança e cuidado com a vida, foi ignorado.

As incoerências são absolutamente normais em qualquer ser humano. No entanto, quando se tem um filho a zelar, educar, criar e forjar caráter, a vigilância deve ser constante, ou, todo o seu discurso será demagogo e sem valor, logo, será ignorado!

Neste dia, além de uma homenagem às mães, deixo também esta dica, que sejam exemplos dos princípios tanto quanto das regras, para que a regra, quando quebrada, seja vista como exceção e sinônimo da sua humanidade e não como sinal de sua hipocrisia.

É isso que tenho aprendido.
E pela admiração
Por tudo que foi e tem sido observado ao longo da vida
Casando discursos, regras, princípios, gestos e atitudes,
Compreendo as incoerências da melhor amiga que uma pessoa pode ter: a mãe!

Compreendo e o mais importante:
SIGO O EXEMPLO!
(TENTANDO MELHORAR DAS MALUQUICES, MAS, JÁ ME INFORMARAM QUE PIORA QUANDO A GENTE TEM FILHO, KKKKKK)

#CICLOsemFim

Lauraine Santos.

sábado, 6 de maio de 2017

Aquele momento que alguém abriu a janela da sua vida e você vê o vento levando e espalhando todos os papeis acumulados ao longo dos anos....

Pandora e minha caixa


Pandora trouxe-me sua caixa
E eu, tão curiosa quanto qualquer fêmea,
Não contive a curiosidade,
Cometi o mesmo erro de milhões de curiosos anteriores a mim,
Abri a caixa para ver o que tinha dentro mesmo sabendo que a encomenda podia nao ser para mim.


Derramei
Sobre o meu leito
O pecado mortal da curiosidade.

Deleitei-me
Aguçada de todos os sentidos investigativos e excitantes.

Corrompi-me
Na busca pelo prazer que me é devido e que não me havia sido dado.

Entreguei-me
Aos caprichos do corpo que por pouco não me azedam a alma.

Desfaleci
Submersa e sufocada
Pelos desejos e tragédias contidos na caixa de Pandora que eu mesma abri.

Lauraine Santos.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Paixões Neuronais

Algumas questões são neuronais,
Dependem de química.
Como as paixões, por exemplo... Que são resultados das conexões invisíveis de uma energia que circula e se transforma no cérebro e na mente do homem.
Sem mais explicações, sem causas ou tomadas evidentes.


Apenas acontecem.

Bem a cara da Dona Vida mesmo. Acontece porque quer. Porque sim. E ponto

Amigo que é amigo...

Cuidado com aquele amigo que nunca te repreende e sempre concorda com você, talvez ele não concorde de verdade e sinta de fato prazer em te ver vacilar e se tornar um ser humano lixo que vacila com todos como se não houvesse amanhã.

Cuidado com aquele amigo que te repreende em público como se você fosse criança e não fosse capaz de ter suas próprias opiniões, talvez ele não queira te ajudar, mas sim, apenas expor as suas debilidades.

Valorize o amigo que sabe justificar os seus erros diante dos estranhos, diante deles te abraça, mas que na cumplicidade que só aos amigos é dada, te diga "hey, você errou", "véy, cê bateu pesado!", "moça, você exagerou", "cara, não curti!". ...


Mais vale um amigo que as vezes nos amarga, do que um falso que docemente nos azeda a alma.

Amigo respeita o tempo do outro.
Respeita as criancices, a imaturidade, o silêncio, as palavras torpes, a tagarelice, as dores, as "neuras" e tudo mais. Sem julgar. Sem "mimimi".

Amigo é aquele que desperta seus sonhos adormecidos e esquecidos pelo curso rotineiro da vida. Que além de despertar esses sonhos, se faz presente e não se cansa de buscar soluções para que esses sonhos virem realidade.

Muito feliz por ter amigos do mais alto padrão da humanidade.

Lauraine Santos

A honra do esquecimento

Não se engane.
Ser esquecido, ignorado, menosprezado, humilhado,
As vezes,
É mais honroso do que ser lembrado ou reverenciado.


Viva a fase da exclusão com o mérito do caráter íntegro diante de si mesmo, dos demais homens e de Deus.

Há honras que são invisíveis aos olhos,
Mas profundamente verdadeiras e doces os seus frutos.

Filhos e Pais

Ela não tinha dinheiro para ajudar financeiramente aos pais,
Alegava estar juntando dinheiro para garantir uma velhice sossegada aos velhos...

Ahhhh, doce desculpa para poupar...


O pai morreu de fome
E a mãe morreu por falta de remédio que o seu próprio dinheiro não pôde comprar.


Não houve velhice para sustentar!
O dinheiro do filho ficou guardado, agora, verdadeiramente, sem motivos para guardar, sem motivos para usar: porque dinheiro não compra consciência tranquila, nem é capaz de suborná-la para se auto-enganar!

Tudo que resta é culpa, isto, se alguma coisa dentro de um coração de pedra funcionar!

#RepensandoValores
#depoisquemorretodomundoamava
#comoAssim?

Lauraine Santos

Princípios



É preciso diferenciar crenças pessoais/sociais de princípios espirituais irrevogáveis.

As crenças podem ser limitantes,
Já os princípios espirituais, além de irrevogáveis, são perfeitos em suas causas e efeitos. Justos e certeiros.


Quando se discerne uma coisa da outra e se busca viver de acordo com os princípios espirituais, não há crença ou realidade que nos limite.

A prática da fé (inteligente, no que é certo, nos princípios do Criador) por si só, se basta.

"Duas verdades nunca se contradizem" : essa é a lógica

Salve o que puder!

A passagem do tempo tem suas vantagens
e também, suas desvantagens...

O ganho da autonomia é uma vantagem
A perda do convívio diário com a família e de origem e/ou com a própria infância, uma enorme desvantagem.


Salve o que puder!

Aproveite!!


Nunca se sabe quando será o último passeio
A última conversa
O último sorriso
Nem mesmo, talvez, a última briga.


Nunca se sabe o dia do adeus.
Pode ser hoje.
Pode ser daqui a 5minutos.
Daqui a 10 anos ou 20 anos.
Ninguém sabe.
Ninguém nunca sabe!


Ainda bem.
A chance é hoje.
Agora.
Até mesmo a chance de dizer adeus,
Aproveite-a.
Quem não suporta ser cobrado
Não alcança a transformação que a alma precisa para ser sã.

Sobre o Poder

Enquanto a guerra acontecia
Muitos homens sorriam vendo o sangue esguichar

Enquanto a vida acabava
Muitos homens se deleitavam entre pernas e seios que forçadamente insistiam em abrir


Enquanto a morte avançava
Muitos homens lavavam a alma com dinheiro, e,
Sem sucesso,
Permaneciam imundos!!

E o sangue, o suor, a lama e a poeira
Renovam-se a cada gesto cinzento.
A cada movimento asqueroso.

Os homens revolvem ao vômito
Como se houvesse mérito na própria escravidão.

São séculos de erros
Que lançam o homem no mais profundo âmago de sua própria escuridão,
No incrível poço da angústia e do medo
Que culmina na crença de que o poder está
No dinheiro,
Nas armas,
Na força,
Na violência...

Tornando memória esquecida
O fato de que o conceito de poder
Nasce da alma do ser,
E não se explica.

Porque embora o poder seja nascente fluente
Tem competência para fazer morrer.

Caso o homem não perceba quem é o senhor de quem,
O poder permanecerá sendo fonte mortal de todas as almas
Viventes ou moribundas!!
Capaz de ser incapaz de viver.
Capaz dos mais lascivos atos em nome do seu tirano senhor, o Poder.

Lauraine Santos

segunda-feira, 20 de março de 2017

NUNCA



Nunca diga a verdade para quem vive na mentira...

Eles não são capazes de suportar.

Assassinos?

Diferentes tipos de assassinos...

Assassino não é só aquele que puxa o gatilho de uma arma,
É também aquele que promete e não cumpre,
É quem compra e não paga, e ainda continua comprando o que não é essencial para sobreviver.


Assassino é o empregador que não paga em dia aos seus funcionários,
É o político, que em nome do Estado, não paga nem respeita aos idosos,
É o cidadão que rouba mesmo que seja em nome da fome,
É o pseudo-parceiro que vive em casos extra-conjugais,
É o motorista que para o carro na esquina mesmo sabendo que é proibido,
É o médico e o gari que dirigem embriagados,
É aquele coleguinha que se faz de bonzinho, mas vai te tirando tudo que você conquista - inclusive o brio e a auto estima,
É o pai que não assume o filho e nunca reconhece isso como um erro,
É quem abandona os animais,
É o juiz que sentencia de acordo com seus próprios interesses,
É o mentiroso que diz que vai mesmo sabendo que não vai,
É o hipócrita religioso que professa uma fé e não segue o que diz
É o filho que não visita e não perdoa aos pais.

É tanto assassino mascarado de cidadão de bem
Que aos poucos
A sociedade perde o medo intenso dos chacais encapuzados.


E eu, particularmente,
Ando temendo menos aos que sabemos que puxam a guilhotina
Do que aos demais colegas do reino.

Dos 15 aos 30

Um dia,
Do futuro,
Olharemos para o passado
E teremos muito mais passado do que temos hoje!


São passagens de ida num trem veloz que nunca volta ao seu estado de origem,
Porque nos leva a momentos que jamais poderíamos imaginar.

Estamos onde, há 15 anos, não pensávamos estar;
Tornamo-nos as pessoas que não entendíamos na época;

Vivemos juntas, em idade, a troca de informações acerca inúmeras perguntas sem resposta exata.

Com liberdade para conversar desde "métodos contraceptivos" a sobre "como engravidar rápido".

Aaai, ai ai... E pensar que nossa preocupação era sobre "como passar no vestibular", e nem tinha o dr Google pra consultar.

Agora,
Já chegamos na fase em que nossas pesquisas são sobre "orquídeas", "alimentação orgânica", "decoração de casa", e sim, a maior prova de que a idade está chegando, é que também temos interesse em saber a "previsão do tempo". Saímos para trabalhar. Nunca temos dinheiro. Geralmente estamos insatisfeitas com algo na própria estética, na formação acadêmica, na profissão, na família ou no status $ocial.... E quando não está bom isso tudo de insatisfação, a gente briga entre a gente mesmo!

E dá espaço pra outra se recuperar.
Porque aprendemos que amizade é isso:
Compreender o momento do outro,
Ouvir sem julgar,
Brigar sem ficar de mal,
Calar sem se omitir.
E abraçar. Sempre.

Enfim... Na janela do meu futuro,
Espero enxergar vocês pra muito além
Dos meus 14,
Pra muito além dos meus 30!!!

Ps.: me perdoem as mais velhas! Kkkkkk
Ahhhh, quantas coisas veríamos se enxergássemos além das fotos...


O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:

ENGOLIR CHORO PODE CAUSAR INDIGESTÃO.


Lembrando do meu primeiro dia internacional da mulher em Rio Bonito...

Lentes de contato, salto alto, faixa pintada homenageando às mulheres, bracinho dado com a então semi desconhecida Renata Dias, colegas do Barão se encontrando em frente ao cemitério pra sairmos na nossa passeata de homenagem. Prof. Davi na frente! Os meninos passando batom depois da passeata - sim, lembro de alguns que ainda vestiram saia!

Eu estava ali. Vivia a transição de criança pra moça, 14 anos na época. Eu não tinha marido, ficante ou namorado pra me dar presentes pelo dia, mas tenho pai que sempre me deu atenção e também tenho irmão que sempre cuidava de mim. Neste referido dia, tudo que eu tinha era medo de ir fazer esse trabalho escolar sem ter muitos amigos!


2002: foi um ano incrível, foi uma data marcante. A partir dela, criei laços com pessoas maravilhosas, que mudaram minha vida e me aceitaram como amiga para estar com elas.

Ainda que o dia 08/03 de 2017 não seja dos melhores, ele vale a pena pq me faz lembrar de 2002, um ano que, sem dúvidas, repete seu significado na minha vida TODOS OS DIAS!

FELIZ DIA PRA MULHERADA!!

O que é perdoar?

Conversava com uma pessoa quando ela começou a enumerar, sem perceber, a quantidade de erros de sua família e o quanto ela foi ferida, passada pra trás, ludibriada por eles.

Pensei (e apenas pensei mesmo): essa pessoa está certa! Não tem mesmo que querer ver essa turma nem pintada de ouro!! E continuei ouvindo a pessoa desabafar - e intimamente, dando razão a tudo o que ela estava dizendo. Foi quando minha percepção compreendeu o quanto ter tanta razão estava fazendo mal a essa pessoa.

Essa pessoa tornou-se escrava de sua decepção e da mágoa que lhe causaram. Enxerguei diante de mim, um alguém muito amargurado. Amargurado a ponto de achar que o mundo inteiro devia virar as costas para os que lhe feriram - e sente revolta contra quem abraça a esses seus malfeitores.

E apesar de não haver apenas momentos ruins nesse relacionamento, a pessoa só ressalta e só fala das feridas que lhe fizeram, esquecendo completamente os momentos bons.

Quando abordamos sobre a necessidade do perdão, a pessoa, soberbamente, se canonizou, dizendo já haver perdoado. (Só não quer ter por perto, nem ver, nem quer que ninguém ame os seus malfeitores, mas está tão cego e escravizado pela mágoa, que acredita piamente ter perdoado).

Foi quando eu me despedi e me encontrei com o meu silêncio para pensar em tudo aquilo.

De tudo,
Meu maior questionamento era sobre o que é, indubitavelmente, perdoar.

Após alguns minutos refletindo, me veio a passagem bíblica da ressurreição de Cristo, quando Ele manda o recado: "avisa a Pedro!"
QUE LOUCURA!!!!
Pedro negou a Jesus no pior momento da vida de Jesus!


Bom, na nossa índole vingativa talvez mandasse mesmo avisar a Pedro, pra esfregar na cara daquele medroso, cara de pau, covarde, traidor, que "Óh, ressuscitei!!!"

Porém, o recado que Cristo manda não tem o intuito de humilhar a Pedro, mas de dizer para Pedro: "Hey, men! Bola pra frente que atrás vem gente! Tamujunto! Nossa parceiria está de pé!".

Compreender o conceito de 70x7 pode ser complexo demais para o nosso contexto, mas contra os exemplos deixados pelo próprio Cristo: não há argumentos!!

E você pode tentar se enganar alegando que: "ahhh, mas Ele era OOOO Cristo...".
Puro blá blá blá!!!
Pura enganação, artifícios da mente para não liberar o perdão!
Artimanhas do tinhoso para te manter amargurado e em escravidão!
Era homem.
Vestido de homem.
Vivendo e sentindo como homem!
E exatamente: se Ele sendo Cristo, santo, sem pecados, pôde perdoar, quem somos nós, pra nem sequer QUERER perdoar?!

Ninguém disse que seria fácil, nenhuma história sobre abolição foi. Não é e nunca será.
Ser imitador de Cristo não é fácil.
Também não é e também, nesta vida, nunca será!

Então, sobre perdão,
Quem é (e quantos são) o(s) Pedro(s) que você precisa perdoar? Para quais e quantos se sente pronto em dizer: "BORA!!? Bora juntar os cacos e seguir daqui pra frente?!??"

Apenas neste trecho bíblico (sobre a ressurreição) (pois é! Esquece José sonhador com irmãos!) compreendi a complexidade e grandeza do sentido amplo de perdoar.

A escolha de Cristo foi inteligente.
Não transformou Pedro num homem perfeito, mas o trouxe de volta ao objetivo inicial daquele relacionamento: a salvação das almas.
E quanto a isso, não restam dúvidas: foi uma parceiria de sucesso!
De tanto sucesso, que o legado se estende até os dias de hoje.

E você, que legado vai deixar?
Um legado com Cristo, ou não pretende entrar na história da eternidade?

#BoaReflexão

Lauraine Santos.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Pensamento de uma vida



Pensamento de uma vida inteira:

Eu amo as dificuldades que a vida me impõe
Porque elas ampliam a minha visão e me fazem crescer.


Eu amo as crises
Porque elas selecionam os amigos e fazem surgir novos rostos com mãos dispostas e braços desnudados para nos acolher.

Eu amo as impossibilidades
Porque são elas que me fazem ponderar a minha fé e sair do marasmo de um "Jesusinho" ilustrativo utópico que não exerce nenhuma função.

Por fim,
De modo dolorido,
Eu amo compreender que as dificuldades, crises e impossibilidades me levam em busca da paz que excede a todo o entendimento e que pra sentir esta paz, é necessário a certeza de que nenhuma tribulação ou angústia são, de fato, capazes de nos separar do amor de Deus (e isso é algo bem racional).

Aproveitando até os piores momentos, lá vamos nós!
O lema é não deixar a peteca cair. Aprender, aprender e aprender.
Crescer.
Crescer independentemente das circunstâncias ou oportunidades.

Aprender que até o que parece conspirar contra, está, na verdade, a nosso favor, apontando melhorias internas que precisam ser feitas antes que o motor pare e seja tarde demais.

Lauraine Santos

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Viva sem pressa



Não adianta tentar apressar o tempo!

Não dá pra ser moça e querer viver como mulher.

Não dá pra ser menino e querer fazer coisas de homem.


Gosto muito de prestar atenção: no tempo, nas pessoas, nas coisas...

Eu via umas meninas com 13, 14 anos vestidas como mulheres, se comportando e vivendo como mulheres maduras na casa dos 40: autônomas, donas dos próprios narizes, saindo sem hora pra chegar, com rapazes e colegas sem nenhum compromisso.

A maioria dessas, ainda hoje, estão com menos de 25 anos (muitas ainda não chegaram nem aos 20). E poucas, duas no máximo, mantém a aparência de acordo com a idade que têm. Uma dessas passou por mim recentemente e aparentava ter mais de 30 anos. Outra, com notória vergonha, fingiu não me ver. Não eram trajes que as estavam envelhecendo, nem os cabelos. Não era uma questão de falta de cuidados pessoais ou de falta de dinheiro para se tratar. Muitas realmente estão maltratadas e mal cuidadas. Porém, é como se simplesmente tivessem envelhecido mais do que o natural do que tempo propõe.


Um rapazinho apaixonado que namorava uma moça e cantava aos quatro ventos sua paixão. Sem idade nem para manter sua própria alimentação, arrumou um filho fora de hora, sem eira nem beira. Recentemente passaram por mim, ele com a tal namoradinha, empurrando um carrinho com a criança dentro, quase como se fossem desconhecidos (se o carrinho andasse sozinho, penso que nem a ela  estaria associada ao casal). Horas depois passaram de volta somente os dois, ambos, emburrados, semblante fechado. O que era um rapazinho, de repente, apresenta uma postura corporal que parece carregar o mundo nas costas! E o peso é tanto que cheguei a ler um pedido de socorro naquelas costas encurvadas que certamente não tem ainda 25 anos.



O homem tem vivido com tanta pressa, que tem apressado a velhice e suas consequências negativas: cedo perdem as forças e a esperança na vida. Perdem o vigor e o viço da juventude.

Não dá pra adiantar a vida!

Cada fase tem sua própria beleza, medos, responsabilidades, comportamentos adequados, roupas, modos, linguagem... O que foge disso leva o indivíduo ou à infantilidade débil, ou à velhice precoce.

Viver fora de tempo é descompasso. Adoece.

Não tenha pressa para crescer. Nem medo!!


Viva cada fase, entenda a sua idade e amadureça sem perder a originalidade.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

MORTE --> LOGO ALI



Tenho 29 anos de vida, de leitura em diversas áreas: histórias reais e fictícias, romances, teologia, biologia, mitologia... Nunca vi, em nenhuma literatura, nem na realidade, um único adultério que não tenha terminado em, no mínimo, EXTREMA vergonha para o adúltero.


Há caminhos que são de morte.

Explicitamente, de morte.

Como se houvesse uma placa indicando "MORTE - LOGO ALI". Só não vê quem não quer.


Algumas decisões são uma questão de inteligência e de amor próprio, coisa que falta aos suicidas.


Seja inteligente.

Não se pré-disponha a passar pela vergonha de ser infiel, desbaratinado, insano, que não honra ao que diz amar, alguém em quem as pessoas saberão não poder confiar.


Relacione-se com pessoas inteligentes.

Não seja a vergonha...

Para os dias atuais,

Na era da informação, Convenhamos,

Tal morte não combina

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Olhos pidões

Enquanto ele me olhava com cara de fome, prestes a me devorar,
Eu sorria um sorriso amarelo e ia me esquivando, mesmo querendo ficar.

Porque não sei brincar com fogo
Eu fingia não sentir queimar!

Fugi muitas vezes...

Como se fosse possível esquecer aqueles olhos pidões
Como se fosse possível não pensar em todas as propostas sensações (sim, propostas e maliciosamente imaginadas).
Como se fosse possível
Imaginar sem realizar e simplesmente parar de continuar imaginando.
Como se fosse possível frear o desejo que une a carne à alma.

Fecho os olhos
Choro de prazer ao imaginar
Choro de dor por não executar.

Nua dentro da roupa
Não tenho onde me esconder
Nem do seu olhar que me despe
Nem do que ele me faz sentir.

É escrever sem saber que tempo verbal usar
É um passado ainda muito recente, é uma proposta ainda presente, é uma recusa contrariamente admitida, é ter dito não, quando o corpo e o querer insistem em dizer, gritando, SIM.


A felicidade é...

Um céu bem azul com nuvens brancas condensadas totalmente entregues ao vento...

É um pasto bem verde repleto de cevados bois e ovelhas...


Um jardim bem florido com gatos e cachorros se espreguiçando e brincando de correr atrás das borboletas, que, esvoaçantes, dançam com as folhas que caem das árvores frondosas e abrilhantam o espaço com os pássaros e o sol.

... Tipo um desenho infantil - beleza e romantismo. Cores alegres e a vida em movimento.

#fevereiro2016

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Todo juiz é escravo de sua própria pena



Sobre as incoerências do ser humano...


... Como se fosse possível livrar-se da própria consciência!


As pessoas não entendem quando Jesus diz que da forma como julgamos, seremos julgados... Ele não fala de um julgamento externo, mas interno... E ser juiz de si mesmo pode ser muito cruel, caso a inflexibilidade e o peso da pena seja maior do que a misericórdia.






Todo juiz é escravo de sua própria pena.

domingo, 15 de janeiro de 2017

Os gatilhos...



Há gatilhos que disparam verdadeiras e potentes metralhadoras dentro da gente...
Sim, eu estou falando de memórias e emoções, expectativas, vontades, remorços, arrependimentos e mudanças que não conseguimos, não podemos e não queremos prever.

Deixar o tempo administrar-se é uma sensata forma de gerir a vida - com todos os tiros da roleta russa engatilhados e disparados.

Mude-se!



Porque a vida é feita de mudanças:

De atitudes e pensamentos.
Interesses,
Endereços,
Sentimentos.


Muda o corte
Muda a cor.
Muda de marido!!!
Porque se não regar, não há muda que resista!!!!

Muda-se a vida
Muda-se de crenças e de religião,
Só não pode-se mudar a verdade: porque ela é imutável!

Muda-se o corpo
A roupa
O penteado
Os sapatos
A vida.

Porque vida que não se dispõe a mudar, é inconstante, demasiadamente trabalhosa e chata.

A vida passa pulsando seu tambor
E como diz a música:
"Atrás do trio elétrico, só não vai quem já morreu!"

Conhece-te a ti mesmo



Há mistérios que não nos pertencem,
Profundezas que vão além dos oceanos.

Há segredos guardados
E mapas escondidos
Em universos paralelos
Que jamais serão descobertos.


Há crimes não resolvidos
E nunca confessados
Espalhados pelo mundo.

Há uma infinidade de cores e sons ao longo da vida
Que a língua jamais poderá experimentar: em sua função tátil/palativa ou de comunicar.

Há vida além da vida que penso que vivo.

Há mistérios dentro de mim.
Crimes não resolvidos.
Segredos não descobertos.
Mistérios profundos e inalcançáveis.
Há muito o que se investigar.

E cada um
Que (redundantemente) :
Investigue-se a si.

Reflexão Teológica



Crer no Evangelho
É olhar pro ser humano-lixo,
Escória da sociedade,
E entender, compreender, aceitar, que também pra ele, vale o perdão do sangue derramado na cruz.


Difícil essa compreensão/aceitação para os cidadãos com princípios cristãos e caráter ético - filosófico - greco - romano.

Difícil igualar-se enquanto pecador... O ego orgulhoso, soberbo e perfeccionista não aceita isso de bom grado.

Só fica fácil aceitar o fato
Quando compreendedores de que é pela graça e pela misericórdia, e não por merecimento.

Porque justiça e misericórdia,
Digo e repito,
São conceitos antagônicos, paradoxos e linhas paralelas, que nunca se cruzam,
Portanto,
Jamais compreenderemos.

Por isso, crer no evangelho
É realmente loucura!
É aceitar que conceitos opostos se expliquem e se justifiquem um no outro tanto quanto em si mesmos sem perder a veracidade.

Pois no fim das contas,
Como já escrevi em outro dos meus textos:
O perdão está exposto em uma farta mesa de Pão (vivo). Sirva-se quem quiser!

Lembrar e não esquecer de quem...



Lembre-se sempre daqueles que na hora do aperto sabiam o caminho da sua casa, o número do seu telefone, as formas de se comunicar com você...

Lembre-se sempre destes, que, depois da tempestade, comemoram festas, fazem banquetes e nem se quer lembram que na hora do auê, foi você que socorreu.

Lembre-se sempre,
Que não participar do banquete destes, é crucial exposição do caráter de ambas as partes; Porque a gratidão inexistente no outro, não apaga a verdadeira história dos fatos, apenas evidencia o que está na alma (de ambos).


Fato 1:
Não importa receber reciprocidade, apenas seja o que você acha que deve ser.

Fato 2:
Procure não ser esse outro!

Fato 3:
Comemore os banquetes dos quais você foi esquecido. Nem todo mundo merece a honra da sua presença.

Fato 4:
A vida sempre seleciona o que é melhor pra gente, e, sem dúvidas, estar cercado de gente ingrata e interesseira, não é e nunca será o melhor pra vida de ninguém.

Filhos de ninguém?



Nunca trate filho dos outros como se fosse filho de ninguém...
"Ninguém quer, ninguém cuida, ninguém se importa, ninguém quer saber, ninguém liga, ninguém tá nem aí..."

O verdadeiro Pai,
O legítimo Criador,
Não gosta de ser ignorado.


Não se iluda,
Não é possível ludibriar a ciência do Eterno,
Nada foge das mãos do Onipotente,
Nem dos olhos do Onisciente.

Cuide ao tratar seu semelhante.
Lembre, nenhum ser é filho de um ninguém qualquer.

Existe um Pai
Que o indivíduo conheça ou não, existe,
Se importa, cuida, liga, ama, esquadrinha, sonda, se importa, quer saber, e a todo tempo está atento, porque não dorme, nem cochila, nem se distrai... Está presente e zelando pelos seus filhos - mesmo por aqueles que aparentemente, são só, uns filhos de ninguém.

Seres vivos x Seres não vivos



É triste perceber que o homem não distingue mais os vivos dos mortos.
Aponta um ser com 3 meses de células vivas, como sem vida.

Um ser que, segundo próprio site do governo, ao segundo mês, já tem um coração capaz de bater 150 vezes por minuto,
Um ser que já carrega toda uma carga genética única e particular dentro de si, cujo sistema nervoso já começa a se formar e tem o corpo em desenvolvimento... Encarar este ser como não tendo vida, é perder completamente o limiar entre seres vivos e não vivos.


Se o intuito é matar,
Mate!
Descriminalize-se o assassinato a sangue frio!
Não imponha idade, tempo, para poder matar sem culpa!

Se o que a mulher carrega dentro de si, capaz de aumentar o BHCG no exame de sangue, não tem vida, por favor, alguém me explique o que é!

Se não é um bebê nascendo, se formando, já existente e com vida, o que é?!?
Será que algum cientista, magistrado ou doutor, pode me dizer?!?

Na mente de alguns, sabemos que a única coisa que se reproduz é bosta.

Porém, no ventre de uma mulher,
Tenha ela princípios cristãos ou não,
Seja santa ou puta
Com apoio ou sem apoio,
Sendo planejado ou não,
Desejado ou não,
Seja a mulher casada, solteira ou bêbada de uma noite só,
O que se forma a partir da junção entre óvulo e esperma,
É e sempre será,
Desde sempre até eternamente,
Um ser vivo.
E interromper a existência deste ser vivo, é e sempre será, assassinato.

Lembrando que não nos vale julgar e muito menos condenar a quem quer que seja. Precisamos entender que há casos e casos, onde, em alguns, é a única opção... Mas não é dos casos sem jeito que estamos falando!

O que não podemos é encarar como normalidade um ato que fere a empatia e a noção de que o outro existe, tem vida própria e só terá um corpo para ostentar que "meu corpo, minhas regras", se compreendermos que o corpo desse pequeno outro, ainda em formação, é dele e não da mulher.
Estará com ela, mas não é dela.

Distinguir-se do outro: eis uma questão bem Freudiana
Que indica amadurecimento e saúde mental.
O contrário disso,
Gera o que estamos vendo aí...
Achar-se dono de tudo e de todos,
Chegando ao ponto de considerar que um ser
Com um coração batendo 150 vezes por minuto,
Não tem vida
E pode ser jogado fora.

Sinto muito.

Amar é verbo



Amar é verbo
Que expresso de modo verbal ou não
Indica ação.

Doença, verdade ou ilusão
Dançamos todos
No baile da confusão desvairada que o amor não resolvido, expresso ou compreendido pode causar.


Sem direito a pausas para descansos
Porque o ritmo do coração só pausa: na hora da morte.

Estações...



O verão é alegre e espalhafatoso.

O inverno é preguiçoso que dói!

A primavera é sensual,


E o outono... um fofoqueiro!!!!! Espalha folhas pra todos os lados!!

O Rei está voltando



De todas as mensagens, a que mais importa é a de que o Rei está voltando.

É tanto falar e tanta lição de moral e de bons costumes, que o principal tem ficado adormecido.

São muitas promessas terrenas para que haja ânsia por uma vida na eternidade.


O fato de que breve Jesus voltará tem sido irrelevante.

Nosso antropocentrismo tem nos feito esquecer daquilo que é o principal na nossa fé.

E o homem tem esquecido de viver em santidade - sem a qual, ninguém verá a Deus.

Antes, tem se perdido em meio a rezas vazias, picuinhas e corações cheios de soberba.

O sangue do cordeiro tem sido
Substituído pelo chocolate do coelho...

E isto ocorre porque esquecemos a nossa fé. (Digo nossa porque estamos todos no mesmo barquinho, onde a fé é superficial e a demagogia profunda).

A certeza de que o Rei está voltando deve provocar-nos alegria e uma saudável ansiedade.

Quando não há essa ansiedade, é porque esquecemos no que cremos - ou mesmo porque deixamos de crer (as vezes fingimos pra nós mesmos que cremos no que não cremos).

Mas, se um dia você esperou e acreditou e quis estar pronto para a volta do Rei, não se perca em meio a tanto blá blá blá, nem com os desvios na estrada da vida, basta se lembrar, que em breve Ele virá.

Essa simples lembrança
Fará diferente toda a sua caminhada.
Porque de tudo,
Somente esta certeza importa.

Volte a aguardar,
Porque sabemos:
Breve virá!

Esteja pronto!

sábado, 14 de janeiro de 2017

O pior espelho...



O pior espelho é aquele que melhor reflete o que não queremos ou não podemos ver

É aquele que desnuda a alma
E transfigura o personagem bonzinho
No verdadeiro monstro que habita nosso ser


É aquele que traz à tona o horror que, enquanto humanos, somos.

Somos isso
Seres que sem máscaras
Reduzidos ficam a menos que o pó.

Somos isso
Que quando verdadeiramente refletidos no espelho
Não queremos nos ver.

Somos isso
Que vestimos personagens
Para manter a capa de bonzinhos
E que fugimos incansavelmente da nossa verdadeira face
Porque não suportamos ver o que de fato somos.

Somos isso
Que quando não refletimos
Refletimos de qualquer forma.

Refletidos na alma
No espelho
Na metafísica
No universo paralelo
Na mente
Em nós mesmos.

Visíveis ou invisíveis
Reflexos e refletidos.

Sobre relacionamentos de modo geral:




Nos entenderíamos muito melhor se soubéssemos nos olhar nos olhos.

Nos perceberíamos muito melhor se conseguíssemos conversar olhando pro rosto uns dos outros.


Porém, tudo o que sabemos é,
Falar, falar, falar e fingir que ouvimos...
Ainda não aprendemos a ouvir com os olhos!

Complicado! Afinal, não conseguimos, de fato, fingir que não fomos ouvidos e ficar de boa - esse abandono cobra um preço muito alto por ter existido...

E é só

Viver dói.



A morte faz parte da vida.

As perdas são inerentes na existência de todo ser vivente.
Ruim é quando
Enquanto ser vivente
Perdemos outro ser vivente...


Ok que o tempo inteiro perdemos pequenas coisas: momentos, sorrisos, células e até ignóbeis oportunidades...

Ok que podem fazer alguma falta e causar alguma dor, mas não é ok quando o que se perde são esperanças, amigos, amores.

Não é ok quando o que se perde é uma parte da própria vida.

E é estranho pensar que essa perda de vida faça parte do ciclo da própria vida em si...

É muito estranho!! Muito mesmo.

Como pode, a morte, algo tão fúnebre, ser inerente a vida, conceito abstrato de plenitude do fôlego?!

Eu não sei lidar com isso.
Nunca fui boa em aceitar perdas.

Lembro que quando criança
Um dia me deparei com a palavra "vida"... E na inocência de criança, perguntei a alguém "o que é vida?".
Não lembro qual foi a resposta, a única certeza que tenho, é de que a mesma não me satisfez, porque eu continuei buscando por algo palpável. E não conseguia entender o significado da palavra, o conceito explícito...
Hoje, já adulta,
Entendo que a pergunta era difícil demais. De um jeito que nem mesmo os adultos conseguem definir.

Apenas quando nos deparamos com a morte, significamos a vida: um sopro ligeiro de antagonias e paradoxos profundos. Um jogo mortal. Um Tabuleiro de ganhos e perdas. Um emaranhado insolúvel de perguntas e respostas que nunca se encontram, e jamais se encontrarão.

Enquanto houver perdas: há vida.
Enquanto houver morte: há vida.
Afinal, o que é morto não dói, nem torna a viver, nem torna a morrer.
Já a vida... É o oposto disso...

Enquanto dói,
Deixe doer,
Deixe a vida,
Mesmo em sua pior forma,
Viver.

#Princesa

Descrédito



A gente acredita em coisa que nem sabe que existe.

Pensa que acredita em tanta coisa que na vida real não acredita nem um pouco.

Vivemos e morremos
Sem ao menos conhecer o que verdadeiramente cremos...


É triste e solitário
Viver cambaleando
Entre o crer e o não crer
Entre os sim's e os porquês.

É doloroso
Viver sem saber
Sem conhecer profundamente
A intensidade do próprio ser.

Em fuga,
Em crise,
Agonizando em tempo real,
Encerro a escrita
Lançando-me na busca do surreal.

Ainda sou aquela menina...



Eu ainda sou aquela menina sentada na janela
Com um caderno debruçado no colo
Escrevendo meus sonhos
Pegando do céu
Desenhando no papel...


Ainda sou aquela menina
Que dançava com os amigos
Pra fazer graça e a galera rir.

Ainda sou aquela menina
Que ia encapuzada, atrasada pra escola
Porque tinha passado a noite contando estrelas,
Ouvindo músicas
Sonhando que elas falavam de mim.

Ainda ouço os sons.
O reluzir azul das estrelas ainda brilham
Não só na minha antiga memória,
Mas também no meu dia a dia.

Os sonhos permanecem vivos
E eu,
Continuo sem precisar dormir para sonhá-los.

Só é preciso acordar para realizar.

Mas... Tudo bem...

Tenho todo o tempo do mundo!

Posso parar na janela
Olhar pro céu
Catar estrelas
Ouvir músicas
E desenhar no papel...

Ainda sou
Apenas uma menina.

Sol em noite enluarada



Sou sol em noite enluarada olhando por de trás dos montes o reflexo avesso do céu.

Sou pássaro voando alto
Olhando o mar por cima das nuvens.


Sou vida enraizada,
Forte e imaculada.

Sou solo profundo
Fincado de arbustos.

Sou sangue corrente.
De um rio, nascente.

Do leito ao mar
Deleito-me em amar
E fim.

Ponto Final



Então,
Você olha pra algo que tanto quis,
Se esforçou,
Lutou,
Se machucou,
E não conseguiu,
Não alcançou,
Não teve,
E percebe que nunca, jamais em toda a eternidade, poderá ter...
E decide, sem nem pensar:
Chega!
Cansei!
Não quero mais!!!


E mesmo cansado,
Mesmo validando todo esforço e transformando tudo em experiência,
A conclusão é:
Acabou
E ponto final.

Dia dos pais 2016

Não deu tempo de tirar foto,
Porque passamos o dia inteiro conversando...
Trocamos ideias,
Rimos dos nossos defeitos - e também dos defeitos dos outros!
Buscamos respostas para tentarmos nos melhorar;
Falamos dos nossos erros e acertos ao longo da vida,
Identificamos amigos verdadeiros presentes ou ausentes do nosso cotidiano atual,
Eu me balancei na rede enquanto ele molhava as plantas e minha mãe sentada na cadeira de balanço gritava:
"MOLHA MAIS! TÁ MOLHANDO POUCO!"
Amigos e parentes telefonaram para felicitar pela data,
Também telefonamos e falamos todos ao mesmo tempo no telefone, cada um contando uma história.
O sol,
A sombra,
As cores,
O perfume,
As palavras ditas e não ditas,
A história da minha vida se construindo dia a dia, cada dia mais um pouquinho...
Que linda história,
Penso eu,
Para guardar na memória,
Para contar aos amigos,
Para que até na eternidade,
Eu saiba, e me lembre, e sinta
O que é ter o amor de um pai.
Foi um excelente dia!!
Feliz dia dos Pais!!!