sábado, 13 de agosto de 2016

Nascer...



Nascer dói.

Ao humano, que deixa o ventre o materno.

Ao pássaro, que se esforça quando quebra a casca do ovo.

À semente, que para brotar, tem que germinar.


Tal dor, porém, é para o bem:

Que se faça o milagre da vida!


E, então, quando nasce o bebê, pequeno indefeso,

Quando brota a flor, leve e delicada,

Tendemos a esquecer a força do pequeno ser...

Forte o suficiente para nascer!


Belo, delicado, de aparência frágil. Ainda assim, definindo bem o conceito prático do que é força.


É isso.

Seja forte.

Permita-se nascer TODOS os dias.


Lauraine Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque presença