terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Aí você cresce...

Aí você cresce e vira a tia da faxina,
A tia da primeira série,
O empresário requisitado na sociedade,
A enfermeira, o médico, o advogado, o gari...
É assim que chegamos ao futuro!! 
Todos, até aqui, personagens bacanas e bem familiares.
O problema é que aí você cresce e vira...
A Dona chata que grita o tempo inteiro,
A vizinha fofoqueira que vigia a rua e a vida alheia,
A gorda relaxada que você, quando criança, discriminava,
A mãe que sem você gostar sua mãe foi....
Aí você cresce e se transforma...
No alcoólatra que batia na mulher e amedrontava os filhos,
No fracassado que um dia jurou que não queria ser,
No adúltero que estraçalhou toda a sua família,
No viciado que vive na falência e na miséria, dependente de parentes.
E sem você se dar conta,
Todo o futuro, em algum momento, fez parte do seu presente.
E você, sem perceber, é aquele personagem que um dia viu na vida de alguém. Ou talvez, que tenha ignorado na própria história.
E sem você se dar conta,
Parece que o futuro já estava escrito.
Não se iluda! Não estava. Nem está!
O tempo todo o futuro pode ser mudado.
O que é bom, mantenha, mas seja quem você sempre quis ser,
Não obra do acaso, ou um acidente de percurso.
Ninguém é acidente.
Nenhum destino está à alguém destinado.
O futuro nunca chega. Façamos o agora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque presença