terça-feira, 30 de junho de 2015

SOBRE LER-SE


Ler nas entrelinhas requer habilidade;
Ouvir o que a voz não diz exige atenção e ouvido aguçado.
Suas atitudes são coerentes com as suas palavras?
Suas palavras são coerentes com os seus pensamentos?
As pessoas fingem o que não são...
Dizem boas palavras de significados ruins, mas dizem de uma forma suave, afinal, precisam esconder o rosto na máscara da bondade.
Cuidado com as máscaras.
Cuidado com quem deixa explícito que: “to te maltratando pro seu bem”.
As expressões mais comuns se apresentam como preocupação, cuidado, carinho com você,
Mas se originam da inveja, do medo, da raiva, da culpa...
Ouça as palavras, mas também leia as atitudes, os gestos.
Traduza as contradições.
E mais importante que traduzir as contradições alheias,
É traduzir e converter as próprias contradições.
Havendo interesse, é arregaçar as mangas, e... mãos à obra!!
Lauraine Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque presença