segunda-feira, 9 de março de 2015

Último Suspiro

Eu não vejo nada.
Sou uma cega tateando na escuridão.
Não há sinais que me facilitem a compreensão.
Não há luz
Nem sol
Nem som
...
Há apenas breu e silêncio.
O silêncio ensurdecedor dos filmes e dos best sellers,
O silêncio da morte
O silêncio da vida
O grito da solidão
O grito da desesperança e da insensatez...
O meu silêncio e o meu grito
Tudo preso na minha garganta
Entalado
Me asfixiando
Me matando
Me torturando
Apagando e calando
Até o meu
Último
Suspiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque presença