quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Educação Familiar

No que diz respeito à educação, muitas dúvidas pairam sobre a minha cabeça...
Porque educar é respeitar o limite do outro, e, ao mesmo tempo,
Ensinar ao outro que ele também tem que ter limites.
Tarefa nada fácil, convenhamos!

Aí me veio à mente a memória que uma tia minha conta cheia de orgulho,
Que se lembra de que eu tinha uns dois aninhos quando minha mãe me deu um pacote de biscoitos, e, em seguida, me disse pra dividir com um tio que estava chegando e regula idade comigo... Como mesmo após um longo diálogo não persuasivo eu não quis dividir, levei uma bronca e uns sacodes.
Detalhe que minha tia conta com TOTAL orgulho, minha mãe se ensoberbece, e eu, até então, sempre dei razão à elas, afinal, a medida foi corretiva! Todos nós temos ciência de que saber dividir é essencial para se viver em grupo.

Embora eu não me lembre do fato, é inegável que eu aprendi a lição.
Não com facilidade, nem de primeira, pois episódios semelhantes posteriores eu tenho na memória...

Mas sobre esse episódio especificamente, surgiu a dúvida:
Foi certo o sacode? Eu merecia? Precisava?
O biscoito era meu!! Se me deram, era meu!
Era também MEU direito decidir se dividia ou não.
Se eu não queria dividir, por que cargas d’água invadir o meu espaço e mudar minha decisão?
Para que eu fosse aceita socialmente?
Para que eu aprendesse como ser uma pessoa ‘do bem’?
Porque é bonitinho e fofo?
Porque Jesus ensinou?

Ahhh, nenhum desses porquês deve ser de fato válido!
Era meu direito ser uma pessoa má e arcar com as consequências do meu egoísmo.
Mas... Ops!! Não é que foi exatamente isso que aconteceu??!  O.O
Arquei com as consequências e ainda tive meu pacote de biscoitos compartilhado.

Se foi certo o sacode, não posso afirmar,
Mas de alguma forma, sempre senti orgulho por ter sido educada com esse zelo do “politicamente correto”,
E sempre acho legal a expressão da minha tia ao contar o fato,
E nunca, JAMAIS duvidei de que eu faria diferente...

Se é pra ter consequências – porque tudo na vida tem – que sejam as menos cortantes e mais proveitosas.


Certo ou errado, na infância, aprendi a lição: quem não divide, apanha!! Rsrs...
Agora estou aprendendo que quem divide demais, também apanha!!
Só me resta aprender o equilíbrio: com quem dividir... ou não!!!! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque presença