quarta-feira, 26 de novembro de 2014

As vezes...

As vezes,
Tudo que a gente precisa,
É se desfazer um pouco de tudo que aprendeu pela vida...
É deixar de lado os valores, princípios, crenças, raízes profundas que se expandem fincadas em nós além do nosso entendimento.

As vezes,
Tudo que a gente precisa, é entender que a verdade pode ser relativa,
E que não existe nada absoluto debaixo dos céus.

As vezes, a gente precisa entender que o mundo é um lamaçal e que se estamos aqui, só pode ser porque também temos que nos sujar.

As vezes, a gente só precisa aceitar. Mas...
É tão tenebroso aceitar que as coisas não são como deveriam ser...
E a  gente se modera, se pondera, se trava, pisa no freio, e puxa o gatilho da prisão ao bom senso, justo e correto. E descobre que nada disso é de todo bom.


Eu ando com medo. 
Com muito medo mesmo, de que tudo não passe de mera ilusão, de que tudo seja uma farsa, e de que eu seja apenas mais uma mentirosa no mundo, mentindo pra mim mesma, pra não sofrer, que as coisas podem e serão um dia, melhores!! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque presença