terça-feira, 9 de setembro de 2014

Adeus

Tem dias que o melhor que a gente faz
É se encolher
Ficar quieto
E deixar a vida passar
De preferência, sem esbarrar na gente.

Tem horas
Que o silêncio diz tudo
E nos permite calar
O que, dito
Não faz bem pra quase ninguém

Se esse dia é hoje
Vale a pena
Morrer por algumas horas
Para não ter a chance de acreditar
Que amanhã
Será um dia diferente.

Sim, a esperança
É o mais mortal dos venenos...
Mantém vivo o que já morreu.
O que numa palavra
Pode traduzir tudo
Num simples
Adeus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque presença