domingo, 3 de março de 2013

Quem paga?

O que eu quero tem um querer que não me quer.
O que eu quero tem nome, mas nenhum caráter.
O que eu quero é imoral, é ilegal, e sim... pode engordar!

A agonia tem preço, a dor tem preço,
E quem paga por tudo sou eu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque presença