quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Quase me perco...

Eu perco tudo!
A hora, o ônibus, a piada!
Guardei, perdi!

Não sei como não perco as chaves,
Nem os cartões de crédito,
Nem qualquer outro tipo de documento...
Documentos: nunca perco documentos!

Perco minhas roupas espalhadas pela casa,
Meus sapatos.
Perco papéis com meus escritos,
Perco a noção do tempo...
Perco o senso de responsabilidade que me deveria pertencer.

Quase me perco na vida
Em função de um agora que não foi o idealizado.

Perco tudo por não querer perder esse amor.

Objetos e frases, tempo e desejo,
Perco sem pena, apesar de as vezes, com tristeza.
Perco - me perdendo por amar você.

Lauraine

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque presença