quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Querer intelectual

No dia-a-dia da vida lá venho eu!
Ombros curvados,
Cabeça baixa,
Pequena estatura,
Olhos amendoados,
Pele branca
E um querer intelectual.

Passo a passo venho eu pela estrada da vida.
Dúvidas na alma
E soberba no chapéu.

Lá vem você,
Com meus segredos em suas mãos,
Sem nenhum pudor,
Sem nenhum amor, afeto ou desilusão,
Lá vem você sem nada pra me dar!

O chão é o limite da humilhação.
Daqui só passo se for para a outra vida.
O chão é o limite
É a referência de onde não deveríamos jamais chegar.


No dia-a-dia da vida lá venho eu!
Ombros curvados,
Cabeça baixa,
Pequena estatura,
Olhos amendoados,
Pele branca
E um muitíssimo querer intelectual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque presença