quinta-feira, 12 de julho de 2012

O tempo de Deus

Uma das coisas que considero mais complicadas é compreender o tempo de Deus na nossa vida.
Aliás, compreender as vontades e permissões de Deus me deixa com nós na cabeça - porque não compreendo.

Tento de todas as formas encontrar explicações plausíveis,
Mas nenhuma dessas explicações fazem sentido quando avaliadas segundo o caráter imutável de Deus.
Tento então fazer o caminho inverso, vir do caráter de Deus para o palpável,
Mas algo se perde e há uma falha na conexão que não me permite entender o que busco.

Nessas horas percebo o quanto ter fé em um ser superior invisível é um ato de insanidade.
No entanto, não volto atrás na minha fé,
O fato de não compreendê-la a torna ainda maior e mais preciosa.

Quanto ao tempo de Deus, jamais compreenderei.
Primeiramente sonharei, orarei, pedirei, sofrerei, chorarei
E ao determinado tempo, ou alcançarei a minha graça, ou serei consolada
De maneira que esse consolo me conforte e me dê paz.

Ainda que eu não compreenda como, terei paz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque presença