segunda-feira, 28 de maio de 2012

O que eu sei

O que eu sei é que essa coisa que brotou dentro de mim repentinamente não vai dar em nada.
O que eu sinto é que esse nada vai me perturbar sempre que eu fechar os olhos e olhar pra dentro de mim procurando por você quando sei que não vou te encontrar.

O que eu sei é que eu não deveria estar tão fascinada com o impossível,
Pois, além de impossível, é contra a lei, é pecado, é anti-ético e imoral!

O que sei é que não posso matar essa coisa que sinto mesmo sabendo que não vai dar em nada,
Nem mesmo sabendo que se chegar em algum lugar, esse lugar será sombrio e cheio de acusações.

É uma pena que para fugir eu vá ter que me enganar tanto...

Pior, sei que tentar me enganar vai ser em vão, porque não se esquece um sentimento tão intenso assim, apenas por ser errado e fora da lei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque presença