terça-feira, 29 de maio de 2012

Nem todo dia é dia...

Nem todo dia dá pra ser feliz,

Nem toda hora dá pra ser positiva!

Começo a acreditar que o problema sou eu...

Confesso que não sou a melhor companhia do mundo,
Mas também não preciso ficar tão de lado, tenho muitas qualidades,
Que aliás, francamente falando, me custam enorme sacrifício,
Afinal, paciência e fidelidade não se encontra em qualquer esquina,
Muito menos, as duas juntas de mãos dadas!

O sacrifício torna-se ainda maior quando a tentação de ir em busca da utopia bate na porta e começa a perturbar o juízo me fazendo pensar em tudo que poderia ter sido, e o melhor, no que ainda poderá ser se eu jogar toda sobriedade pro alto...

Maldita sobriedade que me delega qualidades que eu não suporto mais carregar!
Eu não mereço ser assim.
Não mereço as qualidades que tenho,
Elas me machucam,
Não me permitem saltar de para-quedas nessa vida,
Não permitem que eu me jogue de cabeça,
Que eu tenha motivos para aprender a levantar e me curar sozinha...

Devido ao meu compromisso (como a responsabilidade me diz: 'inadiável'),
Termino esse desabafo por aqui, pois o relógio e a maldita responsabilidade me dizem que não devo me atrasar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque presença