segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Amor é um sentimento maduro

As pessoas dizem querer um amor.
Ilusionam um par perfeito, sofrem por si mesmas,
E não entendem que o amor é um sentimento maduro e muito diferente da paixão que nos arrebata.

A paixão é imediata, física, teimosa, envolve muito mais a nós mesmos do que o objeto de paixão.
O amor é além do físico, envolve o convívio com o ser amado, incluindo virtudes e defeitos.

Estou numa idade que ainda confundo amor com paixão.
Ainda valorizo muito mais a paixão apesar de querer o amor.
Mas sei que amar é um sentimento de valor inestimável, é um sentimento que se aprende ainda mais facilmente se a paixão estiver em alta.

Sei que não sou capaz de amar como o amor exige em sua essência,
Mas sei que amo, porque abro mão de mim para ser feliz com quem me apaixona.

Amor se constrói com o tempo... Por isso é um sentimento maduro, leva tempo para florescer.
Importa-me apenas, poder amar.
Ainda que leve várias vidas para conseguir,
Insistirei até o fim.

O prazer da mordomia

Como desde criança, aos domingos, vou à igreja.
E ontem não foi diferente, mesmo que ultimamente eu ande bem preguiçosa, fui à igreja.

Cheguei em casa e fiquei rememorando os fatos, os amigos ali vistos, a palavra dada e etc e tal.
De tudo, o que mais me fez sorrir foi lembrar de um jovem, novato na igreja, que notoriamente vê-se que tem alguma deficiência mental, e apesar de não ter nenhum título ou cargo dentro da igreja, por diversas vezes o vi encher os copos, colocar numa bandejinha e ir servir água aos demais irmãos.
Em determinado momento, ainda antes do início da reunião, eu tinha acabado de beber água e ia até a lixeira jogar o copo fora, quando me levantei com o copo na mão, ele veio imediatamente me minha direção, perguntando se eu queria mais água, como eu disse que não, ele me disse que eu poderia continuar sentada, que ele jogaria meu copo fora pra mim.

Foi um gesto tão simples, tão pequeno, mas que alcançou uma proporção tão grande dentro do meu campo de visão...

Entendi que quando você quer servir, não precisa ter um cargo de "assessor", "assistente".
Basta colocar a mão na massa e servir. Aquele rapaz certamente não almeja cargos, sua deficiência não permite tal "audácia", ele apenas satisfaz-se em servir.
Foi a primeira linda mensagem que VI naquele domingo de ontem... Um rapaz com deficiência que compreende e exerce perfeitamente a essência do cristianismo: a mordomia, o prazer em servir.

Pequenos gestos, grandes significados.

Foi o que eu vi, e aprovo.

Existe culpa em fazer o que é certo?

Hoje estou aqui com meus questionamentos,
E é incrível a velocidade com que as bobagens se apoderam das nossas mentes...

Quando tentamos fazer algo,
Se fizermos da maneira errada e der certo, saimos no lucro,
Mas, se der errado, normal, não havia começado certo mesmo...

Em compensação,
Se tentamos fazer da maneira certa e dá certo, a sensação é apenas de missão cumprida,
Já, se o resultado der errado, é o suficiente para nos lamentarmos por termos lutado tanto, e agido tão corretamente quando atalhos nos levariam ao mesmo lugar nenhum.

Nessas horas que percebo o que é ter paz interior,
É saber que se o resultado final não deu certo apesar de você ter tomado todos os caminhos necessários, é porque não era pra ser, é porque Deus precisava te mostrar que Ele é Deus, e que os seus caminhos não dão em nada se não estiverem de acordo com os caminhos que Ele quer que você trilhe.

Mas, ainda que você perceba que estava fora dos caminhos que Deus trilhou pra você, tenha a paz de saber ter feito tudo certo, pois assim, alcançarás o entendimento e poderás ver o novo caminho que se abrirá à tua frente.

Está tudo dando errado, mas eu sei que fiz o que era correto, e isso me conforta.

Está tudo dando errado, mas eu sei que fiz o que era correto, e sei que Deus tinha outros planos pra mim.

Está tudo dando errado, mas eu sei que fiz o que era correto, e por saber que fiz o que era correto, posso ver as transformações que Deus já cuidou para me fazer feliz.

Está tudo dando errado, mas eu sei que fiz o que era correto, e por saber que fiz o que era correto, posso ver o novo caminho que devo seguir.

Não se sinta culpado em fazer o que é certo. Apenas faça.
A recompensa pode ser vagarosa, mas, indubitavelmente, compensa!!

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Obra prima

Eu não te esqueço.
O tempo passa e basta eu te ver pra sentir o coração tremer.

Penso em você quando algo dá errado,
Acredito que se fosse com você nada daria errado.

Olho suas fotos e não vejo mais aquele ser que saciava a minha sede,
Mas insisto em olhar pra dentro de mim e querer você de qualquer jeito.

Seus olhos me sugam, fico afogada no seu olhar, é uma sensação indescritível,
Seu olhar é tão translúcido que não condiz com a sua realidade.

Aprecio como se aprecia uma obra de arte, você está entre os melhores itens da minha coleção:
Um dos mais bonitos, de valor inestimável e totalmente inalcançável, que eu não posso apalpar.

Você vira a minha cabeça.
Por você eu me vejo realizando o impossível, o surreal.
Perco a cabeça e quase me ponho a perder.

Não posso dizer que te amo,
Mas uma coisa é certa: não consigo te esquecer.

Paranóia, maluquice, obsessão, cisma, seja lá o nome que for, não importa,
Importa é que eu tenha você enfeitando a minha estante, pendurado na minha parede...
Importa que eu possa expor que eu quero, eu consigo,
Ainda que esse seu olhar não mais sacie a minha sede.


domingo, 21 de agosto de 2011

Universo feminino

Cabelos, seios e bolsas, é a identidade feminina.
Maquiagens, batons e brincos, é um mundo a parte.
Unhas e esmaltes.
Saltos e meia calça.
Vestidos e lantejoulas.

Inveja, mentiras e fofoca, é tudo lenda sobre as mulheres.
TPM não! TPM é coisa séria!

Chantagem faz parte do vocabulário...

Choro e dengo.
Amor e ódio,
Ternura e tédio.
Loucura e sensatez.
Paz e ira.

Possuímos antônimos, sinônimos e tudo mais que o universo nos permitir.
As perguntas e as respostas nos pertencem,
A felicidade e tudo que ela puder nos proporcionar de bom.

Sou senhora de todas as palavras,
Senhora dos gritos e dos sussurros.

Ainda que eu não me considere lá muito feminina, seja bem vindo, esse é o meu universo...
Por vezes perdido pela preguiça, pela falta de grana, pela falta de vontade e paciência,

Ainda assim, totalmente feminino... e meu!

terça-feira, 16 de agosto de 2011

O que Deus te diria hoje?

Tendemos muito a ouvir o que as pessoas a nossa volta dizem,
Seja bom ou ruim, ouvimos, intimamente opinamos,
Atentamos para avaliar o portador das palavras...

E nesse meio tempo, me veio a mente, o que Deus me diria, se eu o estivesse vendo claramente na minha frente, como se fosse uma pessoa como eu?

É triste, encaro como uma auto avaliação, mas tenho certeza de que Ele me diria que,

Sou teimosa, cética e tenho um coração duro.
Que sou preguiçosa e que as minhas obras não justificam a minha fé.
Que a bondade do meu coração não é suficiente para garantir a salvação da minha alma.
Diria-me que sou humanamente relaxada e pobre de espírito,
E que o meu cognitivo não condiz com a tristeza que deixo me abater...
E por isso também serei cobrada...

Deus me diria (me diz) muitas coisas que não quero ouvir,
Verdades que são profundas demais para eu suportar e conseguir mudar sozinha.

Sei que sozinha não vou mudar, mas sei que quero mudar,
E enquanto boa vontade contar ainda tenho chances!!

Sendo assim, pedir perdão e misericórdia, é o que eu responderia (respondo) à Deus.

sábado, 13 de agosto de 2011

Conclusão do dia

Verbalmente não sou de gestos largos.

Ouço o aroma da chuva e saboreio a paz que me alimenta a alma...

Estou em paz comigo,

Porque sou conscientemente incapaz de prejudicar a quem quer que seja,

Porque não sinto prazer nos desprazeres da vida de quem não sabe amar.

Sou abençoada, pois consigo entender que a justiça de Deus é perfeita.

Reconheço meus defeitos e qualidades, e sei que meus piores defeitos, são os que dizem respeito diretamente ao meu relacionamento com Deus.

Estou satisfeita, porque sei que não preciso de mais do que o que tenho para viver:

Tenho amor, o que vestir e o que comer.

Por maior que seja a minha vaidade, sei que isso é o que me basta.

Quanto ao resto do mundo, não sei, mas eu não trocaria a minha vida,

Porque a paz que sinto quando deito a cabeça no travesseiro,

Não há valor que pague!!

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Quem disse que seria fácil?


Tenho muitos amigos,
Alguns que jamais dividiriam a vida, nem menos seus segredos,
Outros, que não sabem o que significa um segredo...
Porém, não sei por quê, quase sempre sou escolhida para participar, ouvir,
Sou convidada a compreender os sentimentos e pensamentos desses amigos quanto ao que entendem sobre o amor.
Percebo que a maioria,
Quando está num bom momento de seu relacionamento,
Consegue avaliar com leveza os defeitos de seus parceiros (as),
No entanto, no primeiro empasse, o parceiro torna-se um ser malignamente contagioso e irremediável, insuportável!!
Os problemas existem, são inevitáveis, não há casal perfeito!
E não sei por que cargas dágua a gente nem sempre se apaixona por alguém com os mesmos gostos...
Parece tão mais fácil encontrar um amigo... Escolhemos os amigos pelas afinidades, pelos gostos em comum, pelos hábitos em comum, mas quando o assunto é um amor, tudo muda de figura!
Encontramos alguém que não tem nada a ver,
Que pensa totalmente diferente,
Que possui hábitos e costumes que não são os nossos,
E que em comum, só a mania de achar que sempre está com a razão!
Mas mesmo assim, não sabemos explicar, é perto dessa pessoa que queremos ficar, que queremos estar em todas as horas, que queremos e precisamos saber como está e o que sente...
Para conciliar a nossa vontade de estar junto com a desvantagem das diferenças de interesses,
É necessário amor, aliás,
O amor é justamente o desejo de permanecer junto apesar das diferenças...
Conheço casais que não suportaram as diferenças,
Conheço "conselheiros" que acharam melhor que o casal não insistisse no amor,
Porque dá trabalho tentar entender e aceitar o outro.
O amor ganha forma real justamente quando as diferenças saltam,
É quando percebemos que estar junto é mais importante do que satisfazer a alguns caprichos
- Que acabamos descobrindo que são mesquinhos perto da satisfação de estar junto -
O amor ganha forma quando sinto que estar junto com quem escolhemos para amar é mais importante...
É lindo, mas, quem disse que seria fácil??
Torna-se fácil quando temos certeza do que sentimos!!

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Por que escondemos nossos erros?

Estava percebendo o quanto somos mesquinhos diante da grandeza que e a vida...

Basta um erro - dos outros - para apontarmos o dedo e julgar como se fossemos mais justos que Deus.
Basta um erro - nosso - para escondermos como se fosse o segredo que condenaria a humanidade ao inferno eterno.

E aí me perguntei, por que escondemos os nossos erros e apontamos os dos outros? Ou, em perguntas distintas: Por que escondemos os nossos erros? Por que apontamos os erros dos outros?

Errar é um ato tão primitivo... Por que simplesmente não aceitamos que ainda somos seres primitivos em constante evolução de caráter?

Conheço pessoas que para desviarem a atenção dos seus erros, apontam os erros dos outros. Pois é, acho que essa é a causa para apontarmos os erros dos outros.

Conheço pessoas que escondem seus erros porque acreditam que o universo gira ao seu redor, e não percebem que errar é totalmente humano, sentem-se acima da humanidade...

Seria tão mais simples se aceitássemos os nossos erros,
Se compreendessemos a nossa humanidade,
Se recohecessemos que há um Deus capaz de nos perdoar por todos os erros...

A vida seria mais simples, e os erros, menos notórios.

domingo, 7 de agosto de 2011

Estou aprendendo com a vida...

Estou aprendendo que todos os meus erros me serão cobrados, ainda que não esteja valendo nota!

Estou aprendendo que não adianta se revoltar e tentar armar um plano maligno de vingança,
O melhor é sentar e esperar o mundo encerrar mais umas voltas,
Assim você terá a oportunidade de conhecer o que é justiça divina.

Estou aprendendo que podem inventar inúmeras mentiras a seu respeito,
Mas será verdade quando falarem de quem te caluniou.

Estou aprendendo que não vale a pena chorar se não for por uma situação irreversível como a morte, para todas as outras questões, existe o tempo...

Tenho aprendido verdades que antes não imaginava que fossem tão profundas, tão certas, realmente, verdades verdadeiras!!

É óbvio que para aprender algumas verdades precisamos passar por alguns abismos,
Precisamos cair, precisamos chorar, afinal, viver é isso, é aprender com os erros e buscar estar cada dia mais perto de Deus e de si mesmo, sabendo que nenhum erro é vão e que nem toda tentativa de acerto é válida quando não se sabe ao certo o que se está fazendo...

Contudo, entre tropeços, erros e acertos, posso dizer, que estou aprendendo com a vida.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Pedido em vão

Eu grito tão alto, tão solenicamente, que mais parece uma poesia do que um pedido de socorro...

Eu tenho gritado tão alto que o choro tem abafado e tudo tem virado romântico, poético, lírico, meu sofrer virou arte.

Uma arte que ninguém entende, que todo mundo admira, se inspira, mas não sente a profundidade de cada verso aqui postado...
Pra piorar, de que vale o oceano, quando são se pode ter ideia de sua profundidade, e quando não se tem sensibilidade para admirar sua superfície espelhando o céu...

É tudo inútil...

Toda arte é vã, todo sofrer é vão, e todo pedido de socorro, é destinado aos surdos de alma...
Esse é o fim.

O meu, que chamo quem não ouve,

O seu, que enxerga, mas não vê,

O nosso, que não se completa apesar de toda necessidade.

Apenas um desabafo



Ai, ai...

Estou casanda, estressada, fadigada, de mal com a vida e ainda assim, tentando ser racional;
E é esse tentar ser racional que acaba de gastar de vez as minhas poucas energias.
Não seio se posso continuar lutando.
Não sei se devo continuar lutando,
Não sei até onde é bíblico persistir por um objetivo que não é mais claro quanto aos projetos de Deus pra minha vida.
Sei lá!
Vou ver novela, chorar enquanto o fôlego permitir.
Duvidar enquanto a razão não tiver respostas sufucientes para calar a emoção.
Tranquilizantes, chás, tudo, qualquer coisa que amenize a dor emocional.
Porque a dor espiritual, somente o espírito pode curar.
Vou dormir pra não chorar e comer para dormir satisfeita com qualquer coisa -
Tudo vale quando a tentativa é de preencher o vazio das perguntas sem respostas.
Porque Jesus responde as dores da alma, e apesar de saber e crer nisso, ainda temo que tudo não passe de utopia...
E Francamente, por melhor que seja o idealizado, não adianta, utopias não me satisfazem.
Temo que minhas dúvidas ultrapassem os limites, mas não posso evitá-las. Preciso ter certeza de crer num Deus superior às utopias...
No momento, está difícil dividir uma coisa da outra, no entanto, algo tenho como certo: qro um Deus verdadeiro e não a utopia de um mundo perfeito que sempre está no futuro...