quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

O mundo sob o olhar das coisas

O olhar das cadeiras só vê as bundas.
Lá uma vez ou outra podem se deparar com alguns pés.
O olhar das mesas se amplia entre braços, peitos e barrigas.
O olhar da caneta é o papel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque presença