segunda-feira, 26 de abril de 2010

A idiota do ano.


Confesso que sempre tive conhecimento da minha incapacidade, mas agora, mais do que nunca, vejo o quanto esse grau é significativo. Tento fugir, pensar em outras coisas, esquecer do assunto, mas é impossível! Minha incapacidade me persegue aonde quer que eu vá, e não me deixa esquecer do seu valor teórico e prático.

Queria aprender a conviver com isso, mas é impossível!

Aonde quer que eu vá, vou fracassar;

seja no que for, vou fracassar;

posso tentar fazer qualquer coisa, e antes mesmo de começar,

já sei que vou fracassar.

Finjo que está tudo bem, que isso não abala o meu ego, mas não consigo, porque sempre falta algo chamado: CAPACIDADE!

Existem coisas permanentemente fora do lugar, e eu sou uma dessas coisas que estão sempre fora do lugar; sou uma dessas pessoas inconvenientes, e ando mais perdida do que a realidade.

Eu só queria ser capaz de fazer algo por mim mesma.

Eu só queria me dar um pouco mais de credibilidade;

Eu só queria poder existir de acordo com o que julgo necessário para a minha felicidade... mas me sinto incapaz de conquistar minha felicidade, me sinto incapaz de fazer algo por mim mesma.

O pior é saber que não depende de mim a minha felicidade, o que mais dói, é saber que não tenho culpa de ser o que sou, de ser o que não lhe agrada, não tenho culpa de não poder existir do jeito que lhe prenderia, não tenho culpa de não ser do jeito que eu quero ser.

Não me foi dado o direito de escolher meu físico, intelectual, nem ciclo social. Pra ser sincera, lhe acho quase fútil, mas queria tê-lo, e por não conseguir, sinto-me pior ainda, por ver que não consigo conquistar nem a um ser tão fútil, ou seja, sou DE TODO inútil. Minha capacidade anda muito limitada e jogando contra mim, ao invés de estar a meu favor, porém, “c` est la vie!”, E “assim seja”.

Não pretendo mais lutar contra a correnteza. Cansei de nadar já sabendo que no final vou fracassar por causa da minha incapacidade, (até no que não tive a oportunidade de escolher...) estou em desvantagem e perdendo pra vida, é melhor não insistir e terminar por aqui, antes de fracassar novamente.

Lauraine Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque presença