segunda-feira, 26 de abril de 2010

Fevereiro de 2006

Bom, o que dizer diante de tal situação?

Estou confusa por sua Existência. Nem sei se realmente queria que você existisse;

Sei que eu não seria completa sem você.

Sei que você me confunde.

Sei que você me torna menos do que nada.

Sei que sou vazia sem você.

Sei que não o tenho.

Sei que jamais o terei.

Sei que talvez eu esteja errada em pensar isso.

Sei que todo o meu saber é vão e inútil,

Porque no fim, concluo que tanto saber é facilmente desfeito em nós de interrogação.

Dúvidas e incertezas me cercam quanto a querê-lo,

Quanto a poder tê-lo.

Nem tenho tanta certeza quanto ao quanto o quero.

Analisando friamente essa nossa questão,

Penso que não posso querer tê-lo.

Penso que não seria justo e nem menos viável.

Somos seres distintos em diferentes mundos e destinos.

Eu queria muito acreditar no nosso futuro,

Mas se até o presente me confunde,

Quem dirá o futuro...

Creio termos chegado ao fim sem antes mesmo termos começado algo.

Apenas idéias, intenções.

Apenas o querer nos envolveu,

Mas nenhuma ação foi iniciada, nenhum olhar denunciou nada,

Nenhum gesto amável, nem qualquer palavra adocicada.

Nada que me pudesse aproximar de você.

Você não me quis.

Comecei a me envolver com a história errada.

Confundi tudo.

Perdi você de vista,

Joguei meu principal objetivo de lado,

Tentei esquecer de você, e só fiz bodega.

Tudo errado!

Envolvimento errado, com a pessoa errada, na hora errada.

Totalmente trocada e confusa, o procurei em outro corpo, mas pra onde quer que eu fosse você estaria lá, me olhando e me acusando de fracassada por não ter lutado pra te conquistar.

Errei por te querer, por não ter lutado por você, e agora, por não saber se amo o outro corpo que se veste com teu corpo, ou se amo você... Independente de quem você seja.

Perdão por não saber se amo você ou o outro que se parece com você, perdão por me confundir, por não lutar, por perder você de vista e tentar encontra-lo em outros, mesmo sabendo da sua existência única.

Perdão por pensar te amar d+, e nem ter certeza quanto a isso.

Lauraine Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque presença