domingo, 25 de outubro de 2009

simplicidade da vida

“eu queria ter na vida simplesmente, um lugar de mato verde, pra plantar e pra colher... ter uma casinha branca de varanda, um quintal e uma janela, para ver o sol nascer...”
A vida é tão simples que não sei como conseguimos complicá-la.
Inventamos TV, rádio, celular, computador, Internet, tudo que não faria falta se não existisse! Queremos a globalização, saber o que se passa do outro lado do mundo, quando não conseguimos decifrar nem o que está tão próximo aos nossos sentidos. O ser humano e suas manias...
Penso sobre Deus... Pois é, mais uma vez estou escrevendo sobre Ele, é inerente ao meu estilo de vida pensar nEle. E mais uma vez entendo que não quero só pensar, mas sim, viver. Que coisa profunda é o tal chamado perdão... óbvio que estou distante de compreender exatamente o que é perdoar, mas a ciência de ter que fazê-lo já me faz refletir.
E me sinto pequena diante da minha incompreensão, do meu pouco conhecer de Deus, e da minha limitada existência. Sei lá, por hoje é só isso. [


Lauraine Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque presença