quinta-feira, 16 de julho de 2009

02/11 nunca mais será o mesmo...

Mas viveu por 93 anos debaixo da graça, do amor e da fé em Cristo

...tão serena q se não estivessem tão perto nem perceberiam que ela tinha parado de respirar
...
... a tranquilidade que a gente tem em saber q ela viveu o que pregou...
...assim, tamanha paz q se via... a gente via q não sentiu dor pra morrer, o motor simplesmente parou de funcionar...
...e detalhe: por mais que você ame o valor devido , real, só vem depois a morte...infelizmente...
...é! a ausência é sempre mais forte e mais incômoda que a presença...
...uma coisa a vida tem em comum coma morte: a estranheza...
...quando falaram q tinham internado ela, eu pensei "agora vai", mas por outro lado, ela já deu tantos sustos na gente, q eu não queria acreditar q realmente iria...
...e pra ela agora é como se fosse o fim... Nila era o ultimo elo, o ultimo amor que havia sobrado...

Exemplo pra mim, pois:

"COMBATEU O BOM COMBATE, ENCERROU A CARREIRA E GUARDOU A FÉ"

Que assim seja minha vida enquanto viver neste mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque presença